sicnot

Perfil

País

Jerónimo saúda mais de 2.000 militantes que juntaram sua voz ao PCP

O secretário-geral do PCP congratulou-se hoje com os novos 2.127 militantes do partido, inscritos durante uma campanha de adesão desde o início de 2014, por decidirem ser mais uma voz no coletivo comunista.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"Nas razões da adesão está a simpatia e o apoio ao partido e seus objetivos, juntando assim a voz de cada um à nossa voz, dando-lhe mais força. Juntam assim a vossa opinião, conhecimento, capacidade, participação e militância ao coletivo partidário e contribuem para um PCP mais forte. 2.127 militantes são uma grande força que aqui se salienta", afirmou Jerónimo de Sousa.

O líder comunista falava perante uma plateia de dezenas dos membros recentes do PCP da capital e da península de Setúbal, reunidos no centro de trabalho Vitória, na avenida da Liberdade.

A operação de angariação de novos membros foi decidida em dezembro de 2013 pelo Comité Central comunista e posta em prática entre janeiro de 2014 e abril passado. De entre estes mais de dois milhares de militantes, 35,2% são mulheres e, no universo geral, cerca de 40% têm menos de 40 anos de idade.

"Na vossa ação como membros do partido coloca-se, desde já, uma tarefa: a mobilização para a marcha nacional "A Força do Povo, Por Um Portugal com Futuro", que se vai realizar aqui em Lisboa, no dia 06 de junho", incitou, após condenar a "corrupção, o saque de recursos e património públicos", com "casos sobre casos e o primeiro-ministro a elogiar e a promover pessoas como Dias Loureiro, profundamente envolvido no escândalo do BPN".

Jerónimo de Sousa voltou a frisar que "Portugal enfrenta uma situação sem paralelo desde o regime fascista, que resulta de 38 anos de política de direita, realizada por sucessivos governos contra as conquistas de Abril, a acabar nos PEC e o pacto de agressão subscritos pelo PS, PSD e CDS-PP, Fundo Monetário Internacional, União Europeia (UE) e Banco Central Europeu". 

Segundo o líder comunista, "o Governo (PSD/CDS-PP) vê o terreno fugir-lhe debaixo dos pés e procura acelerar e criar factos consumados, no agravamento da exploração e ataque a direitos, num criminoso processo de privatizações - do Oceanário às empresas de transportes terrestres, passando pela TAP - e a destruição alastra".

"PSD e CDS, ao mesmo tempo que promovem uma vasta operação de ilusão sobre a grave situação do país, preparam, tal como o PS, em articulação com a UE, a continuação do rumo de exploração, empobrecimento e declínio nacionais, como foi expresso nos chamados Plano Nacional de Reformas e Programa de Estabilidade do Governo e no cenário macroeconómico do PS", acusou.

Lusa
  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC