sicnot

Perfil

País

PSD e CDS passam para o papel acordo pré-eleitoral

PSD e CDS assinam hoje o acordo formal de coligação para as próximas legislativas. Os líderes dos partidos da maioria fazem, logo à noite, um jantar em Mesão frio, Guimarães, onde vão assinar o acordo pré-eleitoral.

M\303\201RIO CRUZ

O entendimento entre os dois foi alcançado a 25 de abril, dia em que ficou já assinado um primeiro compromisso de coligação entre os dois partidos.

Depois disso, o primeiro-ministro e o vice-primeiro-ministro ainda não voltaram a estar juntos em eventos públicos.

O jantar de logo à noite, no norte do país serve ainda para Passos Coelho e Paulo Portas assinalarem o primeiro aniversário da saída da troika de Portugal.
  • Paulo Portas elogia a coligação com o PSD
    0:41

    País

    Paulo Portas elogiou hoje a coligação com o PSD, apontando o dedo ao PS, que considerou responsável pela intervenção externa, antevendo que os socialistas se preparam para colocar "a dívida a crescer" e fazer "disparar o défice". Num almoço comemorativo do 1.º de Maio, na Sobreda da Caparica, Almada, o vice-primeiro-ministro lembrou que "PSD e CDS votaram nos seus órgãos próprios, livremente, uma aliança para dar a Portugal um projeto de governo estável, maioritário, capaz de levar o pais para um situação de crescimento, criação de emprego, recuperação de poder de compra, sem por em risco o caminho já feito para reconquistar a credibilidade e evitar o vexame" sofrido com a presença da 'troika'.

  • Portas reage ao caso SMS com ironia
    0:20

    País

    O líder do CDS-PP garantiu hoje que a coligação com o PSD "está bem" e "é para ganhar". Com ironia, Paulo Portas quis desvalorizar a questão sobre se fez o seu pedido de demissão de ministro dos Negócios Estrangeiros por carta ou SMS.

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.