sicnot

Perfil

País

Monchique e de Mação em risco máximo de incêndio

Os concelhos de Monchique, no distrito de Faro, e de Mação, em Santarém, apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

© Ognen Teofilovski / Reuters


IPMA colocou em risco muito elevado de incêndio os concelhos de Oleiros, Vila de Rei (Castelo Branco), do Sabugal (Guarda), Vila Nova da Barquinha, Abrantes (Santarém), Castelo de Vide, Gavião e Ponto de Sor (Portalegre).

Segundo informação publicada no 'site' do IPMA, estão também em risco muito elevado de incêndio os concelhos de Santiago do Cacém (Setúbal), Barrancos, Odemira (Beja), Aljezur, Lagos, Vila do Bispo, Portimão, Silves, Loulé e Alcoutim (Faro) 

Há ainda vários concelhos da Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora, Beja e Faro em risco elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou no sábado 46 incêndios que foram combatidos por 785 operacionais, com o apoio de 224 veículos

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje céu pouco nublado ou limpo, vento fraco a moderado e pequena subida de temperatura.

As temperaturas máximas previstas para hoje são de 33 graus celsius em Lisboa, 27 no Porto e 31 em Faro.


  • Genro de Donald Trump depõe hoje no Senado

    Mundo

    Jared Kushner, genro do Presidente dos EUA Donald Trump, vai hoje depor à porta fechada perante o comité dos serviços de inteligência do Senado, a câmara alta do Congresso norte-americano.

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15