sicnot

Perfil

País

Polícia deteve três suspeitos de assassinar português na Venezuela

A polícia venezuelana confirmou hoje ter detido três pessoas - dois homens e uma mulher -, suspeitas de intercetar e matar a tiro um mecânico luso-venezuelano de 26 anos de idade.

(SIC/ Arquivo)

Segundo o comissário geral Luís Ollarves, da Divisão Contra Homicídios do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária), a detenção dos suspeitos teve lugar durante uma rusga efetuada a um apartamento do complexo residencial Arsenal, a oeste da cidade de Maracay, 100 quilómetros a oeste de Caracas.

Um dos detidos, Isaac España Díaz, de 29 anos, conhecido pelo apodo de "El Musiú", é suspeito de ser o autor material do assassinato, no qual teriam colaborado Eduin Manuel Alvarado Márquez, de 27 anos, conhecido como "El Eduin" e Desiree Carolina España Díaz, de 28 anos.

Durante a rusga os funcionários confiscaram peças da viatura do luso-venezuelano, conseguindo evidências que relacionam os detidos com vários roubos de viaturas na cidade de Maracay.

Na tarde de 12 de maio, a vítima, Daniel Eduardo Gouveia Rojas, mecânico, estacionou o seu carro em frente de casa enquanto tinha ido buscar roupa para trabalhar e ao sair da sua residência foi intercetado pelos assaltantes que o balearam, fugindo depois com a sua viatura.

O luso-venezuelano foi transportado para o Hospital de Los Samanes, onde viria a morrer cerca de uma hora depois.

Na Venezuela a insegurança é apontada como uma das principais preocupações dos cidadãos e afeta tanto nacionais como estrangeiros radicados no país.


Lusa

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12
  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42

    Mundo

    Depois da crise dos telemóveis Samsung Note 7 com bateria defeituosa que podia explodir, a marca tinha que lançar um aparelho inovador. O S8 foi anunciado esta quarta-feira em Londres. O repórter da SIC, Lourenço Medeiros, foi ver como é.

    Enviado SIC