sicnot

Perfil

País

GNR reforça fiscalização à condução sob efeito de álcool e droga no fim de semana

A GNR indicou hoje que vai voltar a intensificar, no sábado e domingo, em todo o país, a fiscalização da condução sob influência de álcool e de substâncias psicotrópicas e o combate à criminalidade.

Para operação, denominada "Baco", vão estar mobilizados 881 militares da Unidade Nacional de Trânsito, dos Comandos Territoriais e da Unidade de Intervenção, que vão realizar 322 ações de fiscalização, adianta a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

Segundo a GNR, as ações de fiscalização vão estar direcionadas para as vias onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, sobretudo para as estradas nacionais, regionais e municipais de acesso a estabelecimentos de diversão noturna, e nos casos em que existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal.

A GNR fiscalizou este ano 475.384 condutores, dos quais 10.554 conduziam com excesso de álcool, tendo 4.270 sido detidos por conduzirem com taxa crime (igual ou superior a 1,20 gramas/litro). 

Aquela força de segurança sublinha que continua a ser uma prioridade "a redução dos índices de sinistralidade rodoviária", estando, por isso, planeadas, para este ano, diversas operações nacionais dirigidas para a condução sob o efeito do álcool, excesso de velocidade e não utilização dos cintos de segurança.

Com a operação "Baco", a GNR tenciona contribuir para a tendência de diminuição de vítimas mortais resultantes de acidentes rodoviários nas estradas portuguesas, refere ainda a nota à imprensa da corporação.

Lusa
  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa