sicnot

Perfil

País

IEFP já atendeu mais de 1.200 mulheres vítimas de violência doméstica

Mais de 1.200 mulheres vítimas de violência doméstica foram atendidas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional em sistema de atendimento prioritário e reservado, desde que a medida entrou em vigor, anunciou hoje a secretária de Estado da Igualdade.

SIC

A falar perante os deputados, no decorrer da reunião plenária onde foram apresentados uma proposta de lei do Governo e dois projetos de lei do Bloco de Esquerda e do Partido Comunista (PCP) sobre violência doméstica, Teresa Morais apontou que uma das alterações legislativas que o Governo propõe é o da legislação passar a prever este atendimento reservado e prioritário por parte do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

"Desde que esta medida está em curso, ela já ajudou 1.243 vítimas e todas estas mulheres tiveram nos 84 pontos focais do país do IEFP atendimento prioritário e reservado", adiantou a secretária de Estado.

Por outro lado, relativamente ao projeto, iniciado neste ano, "A Escola vai à Casa Abrigo", Teresa Morais disse que está em marcha, em projeto-piloto, em 14 casas abrigos, com a ajuda de 21 docentes, e que envolve já 82 mulheres vítimas de violência doméstica.

Relativamente à proposta de lei do Governo, a secretária de Estado justificou-a com a necessidade de "expurgar a lei de inutilidades", clarificar normas e trazer para o quadro legal novas realidades.

A esse propósito, Teresa Morais adiantou que as propostas do Governo vão no sentido, entre outras, de trazer uma clarificação da rede pública de apoio à vítima, integração na rede pública da resposta de acolhimento de emergência para vítimas de violência doméstica e a inclusão na lei do atendimento prioritário no IEFP ou no acesso a ofertas de emprego.

Pelo PCP, a deputada Rita Rato adiantou que o projeto de lei comunista vai no sentido de, por exemplo, clarificar o significado de crime violento ou pedir um aumento do adiantamento de indemnização que é dado via Comissão de Proteção às Vítimas de Crimes.

Já o Bloco de Esquerda, por seu lado, pediu medidas concretas no que diz respeito ao afastamento do agressor, pela voz da deputada Cecília Honório.

Sobre essa matéria, a deputada socialista Elza Pais alertou mesmo que ou são encontradas soluções para afastar o agressor em tempo útil ou as mulheres vão continuar a ser assassinadas, às mãos daqueles com quem, em determinado momento, escolheram viver.

As matérias apresentadas tiveram a concordância de todas as bancadas, tendo mesmo a secretária de Estado, no fim, agradecido o consenso em torno das propostas.

Lusa
  • Buscas e apreensões na esquadra da PSP na Brandoa

    País

    O Ministério Público de Sintra esteve a fazer buscas e apreensões, esta manhã, na esquadra da PSP da Brandoa, no concelho da Amadora. De acordo com a Procuradoria-Gera Distrital de Lisboa, em causa estão crimes de corrupção passiva e ativa e abuso de poder.

  • Portugueses divididos na recondução da procuradora-geral da República
    1:31
  • "Os castigos incluiam sovas frequentes e até estrangulamento"
    5:03
  • Teste ao sangue deteta oito tipos de cancro

    Mundo

    Um novo teste sanguíneo experimental permitiu detetar precocemente os oito cancros mais frequentes em 70 por cento dos casos, de acordo com um estudo publicado na revista Nature feito por investigadores nos Estados Unidos.