sicnot

Perfil

País

Pela Liberdade de Informação

Comunicado conjunto dos diretores de informação dos media

Comunicado conjunto dos diretores editoriais de jornais, rádios e televisões.

26 de maio de 2015

1. Os diretores de informação e responsáveis editoriais saúdam o empenho com que diversos grupos parlamentares se propuseram alterar a lei eleitoral. Uma lei datada e que já não responde às necessidades de uma democracia madura e de uma sociedade global.

2. Nos últimos dias foram apresentados, de forma autónoma, dois projetos de diploma que pretendem alterar esta situação. Um da autoria do PSD/CDS-PP e outro do PS.

3. O grupo de vinte responsáveis editoriais reconhece o esforço do projeto da autoria do PSD/CDS de se aproximar do princípio de liberdade editorial e de expressão que defendemos. No entanto, a formulação do texto permite interpretações que não eliminam por completo os problemas que nos conduziram à situação presente.

4. No projeto apresentado pelo PS, o grupo de vinte responsáveis editoriais encontra maior proximidade aos princípios que tem vindo a defender e uma resposta às preocupações que tem transmitido aos grupos parlamentares, já que suprime muitas das ambiguidades subsistentes além de, numa primeira leitura, permitir a sua aplicação objetiva agora e no futuro.

5. Reconhecendo que se iniciou um processo legislativo que seguirá a sua tramitação parlamentar, o grupo de responsáveis editoriais mantém total disponibilidade e abertura para que, em diálogo e sentido de justiça, liberdade e modernidade se alcance na Assembleia da República um acordo que reúna várias forças partidárias. Um acordo que permita a criação de um enquadramento legal estável que responda às necessidades de um regime livre, democrático e pluralista. E que distinga propaganda política de jornalismo, garantindo a liberdade de ambas e salvaguardando a independência da informação que é prestada aos portugueses.

Os subscritores:

* Afonso Camões, Diretor do Jornal de Notícias

* Alcides Vieira, Diretor de Informação da SIC

* André Macedo, Diretor do Diário de Notícias

* António José Teixeira, Diretor da SIC Notícias

* Bárbara Reis, Diretora do Público

* David Dinis, Diretor do Observador

* Fernando Paula Brito, Diretor de Informação da Lusa

* Graça Franco, Diretora de Informação da Rádio Renascença

* Helena Garrido, Diretora do Jornal de Negócios

* João Paulo Baltazar, Diretor de Informação da Antena 1

* José Alberto Carvalho, Presidente Comité Editorial GMC

* José António Lima, Diretor-adjunto do Sol

* Luis Osório, Diretor do I

* Octávio Ribeiro, Diretor do Correio da Manhã

* Paulo Baldaia, Diretor da TSF

* Paulo Dentinho, Diretor de Informação da RTP

* Pedro Camacho, Diretor da Visão

* Raul Vaz, Diretor do Diário Económico

* Ricardo Costa, Diretor do Expresso

* Rui Hortelão, Diretor da Sábado

* Sérgio Figueiredo, Diretor de Informação da TVI
  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.