sicnot

Perfil

País

Três telefonemas por dia para a Linha da Criança em 2014

Mais de 700 pessoas ligaram, em 2014, para a Linha da Criança, do provedor de Justiça, um aumento de 20% em relação a 2013, o que significa que, em média, foram feitos três telefonemas por dia para esta linha.

© Eduard Korniyenko / Reuters

De acordo com os dados do relatório de atividades do provedor de Justiça para 2014, a que a Lusa teve acesso, foram feitos 701 contactos para a Linha da Criança em 2014, mais 117 em relação aos 584 telefonemas feitos em 2013.

"O principal motivo de contacto através Linha da criança foi o exercício das responsabilidades parentais, que representou perto de um terço do total das chamadas", lê-se no relatório, onde constam 173 contactos por causa desta matéria.

Dentro desta matéria estão questões como o cumprimento do regime de visitas e férias, o pagamento de pensões de alimentos ou os conflitos parentais, onde se inclui a alienação parental.

"Para além da usual conflitualidade social que esta matéria suscita, (...) pode aventar-se que é provável que esta circunstância igualmente estará relacionada, de alguma forma, com a crise social e económica", diz o provedor.

Salienta, por outro lado, que os maus-tratos, a negligência e o abandono integraram o segundo grupo de questões mais vezes suscitadas, tendo motivado 133 contactos telefónicos, "o que representa um aumento de 66% relativamente ao ano anterior".

Houve também contactos por causa de exposição a violência doméstica (19), exposição a comportamentos desviantes (17), bullying (13), comportamentos de risco (12) ou abuso sexual (6).

O provedor de Justiça também recebeu 16 contactos por causa da atuação de Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em Risco ou da Segurança Social (28).

Em 19 casos, o contacto foi feito diretamente pela criança, mas são sobretudo os pais (225) quem telefona para a Linha da Criança.

Do total de procedimentos abertos em 2014, no âmbito do Núcleo da Criança, do Idoso e do Cidadão com Deficiência (N-CID), 224 foram relativos às crianças, 107 em relação aos idosos e 160 por matérias relativas às pessoas com deficiência.

A 1 de junho assinala-se o Dia Internacional da Criança.


Lusa
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41