sicnot

Perfil

País

Temperaturas sobem até cinco graus amanhã

As temperaturas vão subir até cinco graus centígrados na quarta-feira, segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que colocou os distritos de Évora, Setúbal, Beja e Portalegre sob aviso amarelo devido ao calor.

(Arquivo)

(Arquivo)

reuters

Em declarações à agência Lusa, o meteorologista Ricardo Tavares, explicou que, na quarta-feira, a temperatura máxima irá subir em especial no interior do Alentejo, com máximas acima dos 35 graus.

"[Quarta-feira] Haverá uma pequena subida das temperaturas, sendo que a máxima será de uma subida de 4 a 5 graus, acima dos 35 graus no interior do Alentejo, entre os 30 e 35 na região do Vale do Tejo, e interior Norte e Centro acima dos 30", disse Ricardo Tavares, do IPMA.

De acordo com o meteorologista, as temperaturas altas vão manter-se na quarta e quinta-feira, embora esteja prevista para sexta-feira "uma pequena descida da máxima, não mais que dois graus", sendo que depois "a tendência é manterem-se ate ao início da próxima semana".

Devido ao aumento da temperatura máxima, com persistência de valores elevados, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Évora, Setúbal, Beja e Portalegre, aviso que irá vigorar entre as 09:00 de quarta-feira e as 18:00 de quinta-feira.

Para o meteorologista, a existência de avisos amarelos devido ao tempo quente já é "normal nesta altura do ano", adiantando que estes são emitidos quando existem "situações extremas", já que se tratam de temperaturas máximas "que atingem valores elevados, mas sempre uma situação normal nos meses de junho, julho e agosto".

As temperaturas na quinta-feira, e segundo a previsão do IPMA, podem chegar aos 38 graus Celsius em Beja, 36 em Évora, 35 em Portalegre e Castelo Branco, 34 em Santarém, 32 em Lisboa, Bragança e Vila Real.


Lusa
  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC