sicnot

Perfil

País

Vacina Prevenar gratuita para doentes com VIH e menores com diabetes

A vacina Prevenar vai passar, a partir de julho, a ser gratuita para todos os doentes com infeção por VIH/sida, para doentes com implantes cocleares e para todas as crianças e jovens com diabetes.

© Brian Snyder / Reuters

Segundo uma norma publicada na segunda-feira pela DGS, estes são alguns dos grupos de risco definidos para quem é recomendada e gratuita a vacina Prevenar, que previne doenças provocadas pela bactéria pneumococo, como a pneumonia, meningite, otite e septicemia.

Esta vacina passa também a 1 de julho a estar integrada no Programa Nacional de Vacinação, sendo gratuita nos centros de saúde para todas as crianças nascidas a partir de 1 de janeiro deste ano.

Na norma publicada na segunda-feira, a DGS definiu os grupos de risco com direito a vacina da Prevenar gratuita, que foram identificados "em função dos potenciais ganhos em saúde a obter".

Assim, passam a estar poder estar abrangidas pela vacina gratuita todas as crianças e adultos com infeção por VIH/sida e para todos os portadores ou candidatos a implantes cocleares (dispositivo auditivo para perda auditiva profunda bilateral).

Nas crianças e jovens até aos 18 anos, passam também a ser abrangidos pela vacina gratuita os diabéticos, os doentes cardíacos crónicos, os doentes hepáticos crónicos, os insuficientes renais e crianças ou jovens com algumas patologias respiratórias crónicas (como fibrose quística ou insuficiência respiratória crónica).

Estão ainda contemplados os menores de 18 anos com síndrome de Down, com síndrome nefrótico, crianças com cancros ativos, para dadores de medula óssea ou em casos de pre´-transplantação de órgãos.

No caso dos adultos, são abrangidos pela vacinação gratuita as pessoas com implantes cocleares (candidatos ou portadores), os portadores  de VIH/sida, os recetores de alguns transplantes, doentes de células falciformes e pessoas com algumas neoplasias, como leucemias ou linfomas.

A DGS define ainda, para os adultos, um grupo de risco a quem é recomendada a vacina, mas sem ter direito a ela de forma gratuita. Neste grupo estão doentes respiratórios crónicos, adultos com insuficiência renal ou com doenças cardíacas crónicas, entre outros.

A vacina Prevenar passou, desde segunda-feira, a ter uma comparticipação estatal de 15% para todos os cidadãos que se dirijam à farmácia com receita médica.


Lusa
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15

    País

    Os fogos mais violentos começaram na Lousã, no distrito de Coimbra, e o cenário é desolador. Casas e empresas foram totalmente destruídas. Paulo Carvalho era dono de uma carpintaria, que foi reduzida a um monte de escombros.

  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10

    País

    As autoridades confirmaram a morte de oito pessoas no concelho de Vouzela. Agora é tempo de fazer o luto e tentar reerguer o que foi destruído pelo fogo. Os testemunhos emocionados dos moradores e do autarca relatam a destruição deixada pelas chamas. Custódia perdeu quase tudo. José teve de comprar um gerador para continuar a dar de beber às galinhas.

  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.