sicnot

Perfil

País

Mortos nas estradas aumentaram 19% este ano, num total de 204

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram este ano 204 mortos, mais 33 do que em igual período do ano passado, indicou hoje a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Os dados da Segurança Rodoviária mostram ainda que 10.674 pessoas sofreram ferimentos ligeiros, menos 132 do que em 2014. (Arquivo)

Os dados da Segurança Rodoviária mostram ainda que 10.674 pessoas sofreram ferimentos ligeiros, menos 132 do que em 2014. (Arquivo)

Lusa

Segundo a ANSR, as vítimas mortais aumentaram 19 por cento entre 01 de janeiro e 31 de maio em relação ao mesmo período de 2014.

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, adianta que este ano registaram-se 48.564 desastres nas estradas, mais 1.776 do que em 2014, quando tinham ocorrido 46.788.

Os distritos com mais vítimas mortais este ano são Lisboa e Aveiro, que registaram 22 mortos em cada um, seguindo-se o Porto (18).

Já Bragança é o distrito com menos mortos nas estradas, onde uma pessoa morreu nos primeiros cinco meses do ano.

Também os feridos graves aumentaram até maio, tendo ficado gravemente feridos 809, mais 16 do que em igual período de 2014, indica a ANSR.

Os dados da Segurança Rodoviária mostram ainda que 13.796 pessoas sofreram ferimentos ligeiros, menos 16 do que em 2014.

As vítimas mortais da ANSR dizem respeito aos mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.

Lusa
  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.