sicnot

Perfil

País

Lisboa pode ficar sem ambulâncias do INEM a partir de segunda-feira

NOTÍCIA SIC

Os tripulantes das ambulâncias do INEM ameaçam não comparecer aos turnos a partir de segunda-feira. Lisboa pode, por isso, ficar sem ambulâncias do INEM a partir dessa data.

(Arquivo)

(Arquivo)

DR

O Instituto Nacional de Emergência Médica admite que não consegue fazer face à falta de recursos humanos e já tinha decidido reduzir os turnos das ambulâncias ao serviço na região de Lisboa, a partir de segunda-feira.

Face a essa decisão, agora são os próprios tripulantes que ameaçam não comparecer ao trabalho.

A ameaça saiu de uma reunião realizada esta tarde, em Lisboa, em que o responsável de delegação regional do sul do INEM pôs o lugar à disposição do conselho diretivo, e os coordenadores dos serviços de ambulância de emergência se demitiram em bloco.

Além de mais recursos humanos, os tripulantes das ambulâncias querem ter um projeto de carreira aprovado, com alterações ao subsídio de risco, o reconhecimento de uma carreira de desgaste rápido e um aumento das remunerações iniciais.
  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.