sicnot

Perfil

País

Maria de Belém apela à unidade no PS antes das eleições legislativas

A ex-presidente do PS Maria de Belém fez hoje apelo à direção dos socialistas para que promova um clima de unidade antes das eleições legislativas, num discurso em que criticou o modelo económico-social do atual Governo.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

Maria de Belém, que desempenhou as funções de presidente do PS no tempo da liderança de António José Seguro, falava na Convenção Nacional do seu partido, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

"Só o PS protagoniza uma alternativa de confiança e está à altura de responder aos desafios do país com competência, rigor e sensibilidade social", disse, considerando depois decisivo a existência de um clima de "unidade" partidária antes das eleições legislativas que se deverão realizar em setembro ou outubro deste ano.

"Unidade, repito", vincou a antiga ministra da Saúde do primeiro Governo liderado por António Guterres, numa intervenção em que advertiu para as nefastas consequências sociais da pobreza infantil.

"Não podemos continuar a ser um país de baixo custo no trabalho e de alto custo dos impostos", declarou.

Um dos momentos mais divertidos da noite foi protagonizado pelo vice-presidente da bancada socialista Pedro Nuno Santos, caraterizado muitas vezes como "um dos jovens turcos" da ala esquerda do PS, e que moderou um painel de debate sobre "Investimento e Inovação".

"Normalmente convidam-me para me moderar. Desta vez convidaram-me para moderador", disse o líder da Federação de Aveiro do PS, provocando risos na plateia.






Lusa
  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.