sicnot

Perfil

País

Administração das Tintas Barbot garante manutenção dos postos de trabalho

Administração das Tintas Barbot garante manutenção dos postos de trabalho

A administração das Tintas Barbot garantiu hoje que não está em risco a laboração da empresa nem a manutenção dos postos de trabalho. Ainda são desconhecidas as causas do incêndio. A unidade que ardeu este sábado, em Gaia, representava apenas 6% da produção da empresa.

  • Dezenas de moradores foram retirados de casa durante incêndio em Gaia
    0:34

    País

    Dezenas de moradores tiveram de ser retirados de casa, durante o incêndio que deflagrou este sábado nas instalações da fábrica de tintas Barbot, em Gaia. Noutros casos, a eletricidade foi cortada por precaução. Quem vive paredes meias com a fábrica, como é o caso de Manuel Soares, relata os momentos iniciais do incêndio.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.