sicnot

Perfil

País

Novo tratamento para doenças da próstata substitui cirurgia aberta

Um novo tratamento para pacientes que sofrem de dificuldades urinárias por doença da próstata, como a hiperplasia benigna, está a ser aplicado desde maio no Hospital-Escola da Universidade Fernando Pessoa, Gondomar, disse hoje à Lusa o urologista Fábio Almeida.

© Suzanne Plunkett / Reuters

Segundo o especialista, o tratamento é feito através da cirurgia por vaporização anatómica, uma técnica minimamente invasiva em que a remoção do tecido prostático, que provoca obstrução da bexiga, é feita com um laser introduzido pela uretra.

"O laser já é usado há alguns anos, esta técnica cirúrgica é que é bastante recente e inovadora. Permite que de uma maneira simples e muito anatómica consigamos mimetizar o que se fazia antigamente com a cirurgia aberta, que é remover todo o tecido prostático que estava a mais - o chamado adenoma prostático - que cresce com o avançar da idade devido a muitos fatores", explicou Fábio Almeida.

Ou seja, sublinhou, "permite a remoção do tecido sem praticamente perda de sangue nenhum, sem cicatrizes, porque a intervenção é feita de forma endoscópica através da uretra e permite operar o doente de manhã e à tarde dar-lhe alta, com a função urinária normalizada". 

"É uma inovação fantástica, porque os resultados são iguais ou melhores aos obtidos através da cirurgia aberta", garantiu Fábio Almeida, que é coordenador do Serviço de Urologia do Hospital-Escola da Universidade Fernando Pessoa.

Segundo disse à Lusa, a nova técnica, que foi desenvolvida por um médico espanhol, começou a ser utilizada em maio e já permitiu tratar três doentes, um dos quais com 90 anos, que "estava algaliado há praticamente três semanas e que teve uma recuperação fantástica, foi operado de manhã e à tarde foi embora, sem complicações".

A hiperplasia benigna da próstata (HBP) é uma patologia ligada ao envelhecimento. Não sendo geralmente uma doença que coloque a vida em risco, manifesta-se clinicamente através de um conjunto de sintomas do aparelho urinário inferior que reduzem a qualidade de vida dos doentes. Tem implicações na vida dos homens a partir dos 45-50 anos, podendo causar sintomas significativos em até 30% dos homens com mais de 65 anos.






Lusa
  • Défice cai 1.900 milhões até agosto

    Economia

    O défice das administrações públicas foi de 2.034 milhões de euros até agosto, uma "melhoria de 1.901 milhões" face ao mesmo período de 2016, segundo o Governo, que justifica com aumento superior a 4% da receita.

  • Coreia do Norte acusa Trump de declarar guerra

    Mundo

    A Coreia do Norte acusou hoje o Presidente norte-americano de ter "declarado a guerra". O chefe da diplomacia norte-coreana ameaçou abater todo e qualquer bombardeiro dos EUA que se aproxime do território.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.

  • Atores recriam cena em que um homem é vítima de violência doméstica
    1:35
  • Ministério Público admite eventual detenção do presidente do governo da Catalunha
    2:24
  • "Bispo vermelho"

    "Recebia trabalhadores e sindicalistas, batia à porta de políticos e empresários, andava pelas ruas da cidade ao encontro dos que das ruas da cidade faziam casa". Joaquim Franco evoca Manuel Martins, o "bispo vermelho".

    Joaquim Franco

  • Apreendidos quase 7.000 comprimidos ilegais vendidos pela internet
    1:43

    País

    O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam perto de 7.000 unidades de comprimidos ilegais.A apreensão aconteceu no âmbito de uma operação internacional da Interpol de combate aos medicamentos ilegais vendidos pela internet, explicou à SIC Luís Sande e Castro, diretor da Unidade de Inpeção do Infarmed.

  • Criar galinhas na cozinha, guerras no fogão, e drones dentro de casa
    7:28
  • Passageiro detido com 1 kg de ouro no reto

    Mundo

    Os funcionários da alfândega do aeroporto de Colombo, Sri Lanka, estranharam o comportamento de um passageiro que "caminhava com dificuldade". Um exame completo revelou a valiosa carga que levava escondida... no tubo intestinal.