sicnot

Perfil

País

Homem que abusou de enteada condenado a 8 anos de prisão

O Tribunal de Aveiro condenou hoje a oito anos de prisão, em cúmulo jurídico, um homem acusado de ter abusado sexualmente durante vários anos de uma menina, sua enteada.

O coletivo de juízes deu como provados os crimes de abuso sexual de crianças, abuso sexual de menores dependentes e violência doméstica de que o arguido, de 45 anos, estava acusado pelo Ministério Público (MP).

Durante o julgamento, o homem confessou parcialmente os factos, mas para o coletivo de juízes o arrependimento demonstrado "não foi sincero".

"Foram mais de oito anos de relacionamento. É muito grave o que se passou. Aproveitou-se da debilidade mental da ofendida", comentou a juíza presidente, no final da leitura do acórdão.

O arguido vai manter-se em prisão preventiva a aguardar o trânsito em julgado da decisão.

Segundo o tribunal, os factos criminosos começaram quando a criança tinha 10 anos e perduraram até março de 2014.

Os crimes terão ocorrido com uma periodicidade de cerca de duas a três vezes por semana na casa onde o agressor vivia com a companheira e os três filhos desta (a vítima e dois irmãos) e num apartamento do arguido, ambos situados em Anadia, no distrito de Aveiro.

De acordo com a investigação, a ofendida chegou a solicitar a ajuda da avó materna e de um irmão, mas estes acusaram-na de estar a mentir e de querer estragar a vida da mãe, aconselhando-a a ser forte e a suportar os abusos, não os denunciando.

"Em face da ausência de qualquer apoio familiar e da pressão do arguido, bem como da dependência económica que o agregado familiar mantinha relativamente ao mesmo, aliado ao receio de que ninguém acreditasse em si, a ofendida acabou por aceder em manter os referidos abusos, mesmo após ter completado a maioridade", diz o MP.

A vítima, atualmente com 19 anos, apresenta limitações cognitivas, tendo-lhe sido diagnosticada "uma debilidade mental ligeira, que a torna muito influenciável e sem a noção exata das reais necessidades da vida".

 

Lusa
  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Pensões vão subir em janeiro

    Economia

    As pensões vão subir entre 1 e 1,8% em janeiro próximo. O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou esta quinta-feira o valor da inflação, que vai definir a atualização das reformas em 2018.

  • Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

    Mundo

    Uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou hoje à Igreja Católica que levante a exigência de celibato ao clero, de acordo com o relatório final. O mesmo documento, com 189 recomendações e 17 volumes, indicou que deve também ser esclarecido até onde vai o segredo da confissão quando estão em causa provas de crimes contra menores.

  • Trabalhos de estabilização de solos nas áreas ardidas começam na Lousã
    1:24

    País

    Vários concelhos afetados pelos incêndios estão a começar a receber uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas. O trabalho arrancou esta quinta-feira na zona da Lousã e tem como objetivo reduzir o impacto da chuva nos terrenos afetados pelos fogos. Nos trabalhos, estão presentes o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro e a Força Especial de Bombeiros.

  • Anúncio de lince ibérico no OLX sob investigação
    1:25

    País

    A GNR está a investigar um anúncio de venda de um lince ibérico no site de classificados OLX. As autoridades admitem poder tratar-se de uma bricandeira, mas sendo o lince uma espécie protegida e a sua captura e venda um crime, o caso está a ser investigado. O anúncio foi entretanto retirado do site.