sicnot

Perfil

País

Tribunal absolve Ana Manso

O tribunal da Guarda absolveu hoje a antiga presidente da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda Ana Manso da prática de um crime de abuso de poder.

Ana Manso estava acusada da autoria material e na forma consumada de um crime de abuso de poder, por ter votado a transferência do marido, Francisco Manso, de Castelo Branco para a Guarda, e, logo depois, ter promovido a sua nomeação para auditor interno da ULS/Guarda a que presidia em 2012, sem referir o parentesco.

O tribunal decidiu hoje absolver Ana Manso reconhecendo que a transferência do marido da ULS de Castelo Branco para a da Guarda não iria lesar "em nada" o interesse público.

No entanto, durante a leitura da sentença o juiz disse que a ex-presidente da ULS violou os deveres de isenção e de objetividade, pois devia ter-se abstido na transferência do marido.

Após conhecer a decisão do Tribunal, Ana Manso disse aos jornalistas que sempre esteve "de consciência tranquila" em relação ao processo que a sentou no banco dos réus.

"Eu sempre acreditei que a justiça se faz nos tribunais e não na comunicação social. Sempre estive de consciência tranquila. A verdade tardou, mas veio ao de cima", afirmou.

A antiga presidente da ULS/Guarda disse estar consciente que "não tinha cometido nenhum delito" e que no exercício de funções deu o seu "melhor, de forma apaixonada, pela Guarda e pelo serviço público, no hospital, na ULS".

O advogado João Bandurra, que defendeu Ana Manso em tribunal, acompanhado por Jorge Neto, disse aos jornalistas que recebeu a absolvição "sem surpresa" e que o processo foi conduzido "com serenidade",

"Carreamos ao processo todas as provas que tínhamos disponíveis para demonstrar aquilo que hoje, sem surpresa, o juiz deu como provado e, sem surpresa, também, absolveu a arguida, declarando isso expressamente na sentença, de que não há aqui cometimento de nenhum crime e não há nenhum procedimento ilegitimo na sua conduta enquanto presidente do conselho de administração da ULS da Guarda", disse João Bandurra.

Durante o julgamento, a arguida declarou que agiu sempre "de boa-fé" e que nunca teve "intenção de prejudicar quem quer que fosse de forma ilegítima".

Ana Manso disse também que quando o marido, administrador hospitalar de profissão, pediu autorização para exercer funções na ULS/Guarda por "interesse público", a decisão foi tomada pela necessidade do serviço.

Ana Manso desempenhou as funções de presidente da ULS da Guarda entre dezembro de 2011 e novembro de 2012 e atualmente é administradora hospitalar na mesma instituição.



Lusa
  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Casos de cancro nos pulmões diminuem
    3:08

    País

    O mapa do cancro em Portugal está a mudar, pela primeira vez os casos de cancro do cólon ultrapassaram os do pulmão. A proibição de fumar em locais públicos tem levado à diminuição dos casos de tumores pulmonares.

  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28