sicnot

Perfil

País

BE quer mais proteção para a agricultura e mais regulamentação para a distribuição

A porta-voz do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, defendeu hoje, em Santarém, uma maior proteção para a atividade agrícola, ao nível da repartição de apoios e da regulação do setor da grande distribuição.

Lusa

"Os produtores agrícolas têm feito um esforço imenso e meritório, mas na realidade a agricultura só representa 2% do PIB [Produto Interno Bruto] português e portanto precisa de mais apoio e de uma organização que proteja a produção agrícola no nosso país", afirmou Catarina Martins.

Em Santarém, onde hoje visitou a Feira Nacional de Agricultura, que decorre no Centro Nacional de Exposições até domingo, a bloquista disse que os apoios europeus são "distribuídos sempre pelos mesmos grandes produtores", existindo "muitos entraves à capacidade de os pequenos produtores receberem esses apoios".

Catarina Martins defendeu por isso que os fundos "cheguem a todos os agricultores e que não fiquem concentrados" sempre nos produtores de maior dimensão.

A porta-voz do BE lembrou que "este Governo teve o compromisso de proteger a agricultura da chantagem da grande distribuição", a qual tem "uma política de relacionamento com a agricultura, com os agricultores, que esmaga os preços e a possibilidade de produção agrícola no nosso país".

Apesar de ter sido criada a PARCA - Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Agroalimentar, a dirigente do BE sustentou que a mesma se limita "a observar" e "não faz aquilo que é essencial, que é regular os preços para que os agricultores tenham condições para vender aquilo que produzem".

Daí que o BE considere importante "pôr a grande distribuição no lugar", para que " não seja um instrumento para levar à falência os agricultores portugueses como tem sido até agora", concluiu Catarina Martins.

Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".