sicnot

Perfil

País

GNR identifica 701 condutores em excesso de velocidade só no domingo

A Guarda Nacional Republicana (GNR) divulgou hoje que identificou 701 condutores em excesso de velocidade entre 27.431 controlados só no passado domingo, no âmbito da "Operação Mercúrio". 

(SIC/ Arquivo)

A operação envolveu no domingo mais de 200 militares, sobretudo para controlo de velocidade em autoestradas e estradas urbanas.

A "Operação Mercúrio" foi levada a cabo em todo o país e as ações, explica a GNR em comunicado, incidiram nas "vias onde as infrações por excesso de velocidade são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, designadamente nas autoestradas e nas vias situadas no interior das localidades". 

No comunicado, a GNR lembra que o excesso de velocidade é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave em Portugal, sendo que operações como as de domingo são frequentes.

Desde o início do ano e até esta última operação foram controlados mais de quatro milhões de veículos (4.128.744), dos quais 86.380 circulavam em excesso de velocidade, disse também a GNR.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC