sicnot

Perfil

País

GNR identifica 701 condutores em excesso de velocidade só no domingo

A Guarda Nacional Republicana (GNR) divulgou hoje que identificou 701 condutores em excesso de velocidade entre 27.431 controlados só no passado domingo, no âmbito da "Operação Mercúrio". 

(SIC/ Arquivo)

A operação envolveu no domingo mais de 200 militares, sobretudo para controlo de velocidade em autoestradas e estradas urbanas.

A "Operação Mercúrio" foi levada a cabo em todo o país e as ações, explica a GNR em comunicado, incidiram nas "vias onde as infrações por excesso de velocidade são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, designadamente nas autoestradas e nas vias situadas no interior das localidades". 

No comunicado, a GNR lembra que o excesso de velocidade é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave em Portugal, sendo que operações como as de domingo são frequentes.

Desde o início do ano e até esta última operação foram controlados mais de quatro milhões de veículos (4.128.744), dos quais 86.380 circulavam em excesso de velocidade, disse também a GNR.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.