sicnot

Perfil

País

Notas nos exames do básico subiram

As notas finais dos exames nacionais dos 4º e 6º anos foram superiores às de 2014. Os resultados já são conhecidos.

No 1.º Ciclo (4.º ano), a classificação média a Português foi de 65,6% e a Matemática ficou em 59,6%, de acordo com os dados do Júri Nacional de Exames.

Para o 2.º Ciclo (6.º ano), a classificação média este ano é de 59,5% a Português e de 51% a Matemática.

No ano passado, os alunos do 4.º ano obtiveram, na 1.ª fase das provas finais, notas médias positivas a Português (62,2%) e Matemática (56,1%), mas, no 6.º ano, apenas Português teve um registo médio positivo (57,9%), com a Matemática a ter média negativa (47,3%).

O Ministério da Educação considera, em comunicado, que a aplicação destas provas ao longo dos anos aponta para "uma tendência positiva" de adaptação do sistema, tanto às novas metas como à introdução dos exames dos alunos mais novos.

Na prova de Português do 1.º Ciclo, 86% obteve uma classificação igual ou superior ao nível 3 (positiva numa escala de um a cinco), enquanto na prova de Matemática a percentagem de alunos com classificação igual ou superior a 3 foi de 70%, sublinha o ministério. 

Apenas cinco por cento dos alunos atingiu o nível 5 a Matemática. A Português o nível 5 foi atingido por 7% dos alunos que realizaram a prova na primeira fase.

No 2.º Ciclo, na prova de Português, 77% dos alunos alcançaram uma classificação igual ou superior ao nível 3, enquanto na prova de Matemática a percentagem de alunos com classificação igual ou superior ao nível 3 foi 55%.

O nível 5 foi alcançado por 4% dos alunos a Português e 5% a Matemática.

Em ambos os ciclos está previsto um período de acompanhamento extraordinário, até 08 de julho, para repetirem os exames quando está em risco a transição de ano para outro ciclo de ensino, uma medida criada pelo atual governo, que continua a defender a importância destas provas.

As provas finais do 1.º Ciclo foram realizadas em 1.100 escolas de acolhimento, pertencendo os alunos a 4.200 escolas de origem.

As provas do 2.º Ciclo foram realizadas em 1.133 escolas. Ambas as provas abrangeram todos os alunos de Portugal continental, das regiões autónomas dos Açores e da Madeira e alunos das escolas com currículo português no estrangeiro.

No total, foram realizadas 195.852 provas no 4.º ano de escolaridade e 213.720 provas no 6.º ano, relativas às disciplinas de Português, de Matemática e de Português Língua Não Materna. 

Para a classificação das provas foram mobilizados 10.781 professores. Os resultados foram afixados hoje nas escolas.



Com Lusa
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41