sicnot

Perfil

País

Passos promete estudar redução da carga burocrática dos professores

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, considerou esta quarta-feira que é difícil saber como se pode reduzir a carga burocrática dos professores portugueses, mas prometeu estudar mais o assunto para ver em que medida é possível ir mais longe.

O primeiro-ministro acompanhado pelo ministro da Educação, Nuno Crato.

O primeiro-ministro acompanhado pelo ministro da Educação, Nuno Crato.

Lusa

"Há uma dimensão que ainda não está inteiramente bem estudada e que nós iremos aprofundar, dentro da medida das possibilidades, que é saber o que é que de tarefas mais administrativas nós podemos ainda reduzir quando olhamos para o nosso pessoal docente, para os professores", afirmou.

Pedro Passos Coelho abordou este tema durante uma iniciativa do Ministério da Educação e Ciência, no Teatro Thalia, em Lisboa, depois de apontar uma reforma do Estado centrada na "simplificação de procedimentos" como o "grande objetivo de uma próxima legislatura".

Na sua intervenção, o chefe do executivo PSD/CDS-PP falou também no abandono escolar, declarando: "Nós tínhamos a meta de alcançar uma taxa de abandono escolar não superior a 10% até 2020. Parece-nos nesta fase muito difícil atingi-la, mas seria mau que abandonássemos esse objetivo, esse propósito". 

No que respeita aos procedimentos administrativos no setor da educação, o primeiro-ministro elogiou o trabalho feito, mas referiu que a carga burocrática dos professores "é uma queixa que aparece com muita frequência, sobretudo nos últimos anos", acrescentando: "Temos uma certa dificuldade em avaliar exatamente o que é que podemos aliviar de todos esses procedimentos administrativos".  

Passos Coelho disse ter trocado impressões com o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, sobre o assunto e que este lhe deu conta de que Portugal está "bastante bem" nesta matéria em termos comparativos, no quadro da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económicos (OCDE).

"A carga burocrática que é exigida aos nossos professores - em relatórios, reportes que tenham de fazer, na organização do seu trabalho escolar - não andará muito longe daquilo que se regista noutros países", realçou.

Neste contexto, Passos Coelho concluiu: "Nós temos a obrigação de clarificar um bocadinho melhor esta questão e ver em que medida podemos ir mais longe e melhorar - com isso ajudaremos também a melhorar a média da OCDE - para colocar os nossos professores, tanto quanto possível, naquilo que é a disponibilidade da sua missão principal, que é organizar os tempos letivos, dar as aulas, evidentemente, e ao mesmo tempo preparar as suas lições".
Lusa
  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC