sicnot

Perfil

País

Médicos do IPO do Porto em greve por não terem descanso

Os médicos do IPO do Porto iniciam hoje dois dias de greve, convocada pelo Sindicato dos Médicos do Norte.

A distinção, disse fonte do IPO à Lusa, é uma garantia de que os serviços prestados estão de acordo com os protocolos da ESMO. (Arquivo)

A distinção, disse fonte do IPO à Lusa, é uma garantia de que os serviços prestados estão de acordo com os protocolos da ESMO. (Arquivo)

SIC

De acordo com o sindicato, os clínicos estão impedidos de cumprir o descanso compensatório, depois do trabalho noturno e acabam por trabalhar plo menos 30 horas seguidas. 

A paralisação é apoiada pela Ordem dos Médicos do Norte que acusa a administração de desrespeitar a lei. 

O Insitituto Português de Oncologia do Porto considera a greve "inoportuna e injustificada" e diz que a legislação coincide com a interpretação e pontos de vista dos serviços do IPO.