sicnot

Perfil

País

Portugal e Irlanda não estão "desesperados" ou "inquietos" desta vez

O primeiro-ministro considerou hoje que, ao contrário do que aconteceu em 2010, Portugal e a Irlanda não estão agora desesperados, inquietos e ansiosos com eventuais consequências do que aconteça na Grécia. Pedro Passos Coelho falava na abertura do debate quizenal no Parlamento.

TIAGO PETINGA/LUSA


Passos Coelho defendeu que o Governo PSD/CDS-PP seguiu "a estratégia certa", de "segurança" e "prudência", e por isso Portugal está prevenido financeiramente para enfrentar um cenário de volatilidade nos mercados e é olhado como um parceiro de confiança da zona euro.

Depois, comparou o que aconteceu quando a Grécia fez o primeiro pedido de resgate e "o relógio começou a contar para outros países", com o atual contexto: "A zona euro exibe hoje uma condição de resiliência muito maior, com Portugal ou a Irlanda a não estarem desesperados, inquietos, ansiosos, a saber quanto tempo demorarão a ter de pedir ajuda externa se algum risco, nomeadamente do lado da Grécia, se vier a materializar".

O chefe do executivo PSD/CDS-PP introduziu o tema da situação da Grécia referindo que esta é uma altura "em que tantas incertezas pairam na zona euro e, portanto, também na União Europeia".

Segundo Passos Coelho, neste quadro, "é de valorizar o facto de Portugal poder ser encarado como um país que não será apanhado desprevenido pela incerteza e pela materialização de riscos na zona euro, na medida em que está prevenido do ponto de vista do encaixe financeiro para fazer face durante bastante tempo a qualquer volatilidade dos mercados".

O primeiro-ministro alegou que Portugal é hoje considerado um país com "uma economia que está a recuperar" e que, "tendo ganho credibilidade, consegue posicionar-se no coração da Europa como um país merecedor de confiança".

"É visto como um parceiro de confiança que estará seguramente dentro da zona euro abrangido pelos mecanismos de defesa da zona euro, que nunca deixarão de ser acionados em caso de necessidade", reforçou.

Passos Coelho afirmou que "isso não acontece por acaso", defendendo as políticas seguidas nos últimos quatro anos e o "trabalho de preparação" feito durante o período de assistência externa europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Foram aplicadas políticas de "desvalorização interna" que asseguraram "o ajustamento necessário", e políticas orçamentais que levaram a "excedentes primários" e colocaram Portugal "no caminho certo para reduzir não apenas o 'stock' de dívida, mas também o rácio de endividamento público e privado", sustentou.

"Foi a estratégia certa que nos colocou seguramente hoje à beira de uma segurança que nunca teríamos tido se tivéssemos seguido as sugestões, os apelos e até os pedidos de decisão que a oposição solicitou em Portugal nos últimos quatro anos", acrescentou.

O primeiro-ministro questionou o que teria acontecido "se o Governo tivesse decidido em muitas circunstâncias como era reclamado por alguns adotar uma posição de maior facilidade".


Com Lusa
  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.