sicnot

Perfil

País

Praia da Figueirinha, em Setúbal, interditada devido a "contaminação fecal"

A praia da Figueirinha, uma das mais frequentadas no concelho de Setúbal, está interditada a banhos pelo menos até domingo devido a "contaminação fecal", disse hoje à Lusa o capitão do porto de Setúbal, Luís Jiménez.

"Recebemos informação da APA [Agência Portuguesa do Ambiente] de que foi feita uma análise regular às águas da praia da Figueirinha que apresentou valores anormais da bactéria 'E. coli' e de que o delegado de Saúde, mediante estes resultados, desaconselhava a prática balnear", disse.

 "A própria APA colocou nos acessos às unidades balneares da Figueirinha os cartazes `banhos desaconselhados" e eu contactei cada um dos quatro concessionários da praia e os respetivos nadadores-salvadores e coloquei a bandeira vermelha de interdição a banhos", acrescentou. 

O capitão do porto de Setúbal adiantou ainda que os "resultados da contra-análise só deverão ser conhecidos no próximo domingo", pelo que a interdição a banhos na praia da Figueirinha se irá manter, pelo menos, durante o próximo fim-de-semana.

Testemunhas disseram à agência Lusa que os utentes que se encontravam na praia da Figueirinha hoje à tarde mostravam surpresa pela bandeira vermelha e têm estado a ser alertados pelos nadadores-salvadores, que os aconselham a não entrar na água. 

Este ano, a Figueirinha foi a única praia de Setúbal candidata à atribuição da bandeira azul, não se sabendo ainda se a interdição agora decretada poderá atrasar a cerimónia de atribuição do galardão, que estava prevista para a próxima semana.

Lusa
  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05