sicnot

Perfil

País

Motorista do autocarro acidentado na A2 transferido para o Hospital de Loures

O motorista do autocarro acidentado na Autoestrada do Sul (A2), que se encontrava hoje ainda em observação no Hospital de Beja, foi transferido, por volta das 12:00, para o Hospital de Loures, revelou fonte hospitalar.

Lusa



"Por volta das 12:00, o motorista foi transferido, de ambulância, para o Hospital de Loures", que é a unidade "da sua área de residência", disse à agência Lusa fonte da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).

O homem, de 51 anos, foi um dos 11 feridos ligeiros que deram entrada em unidades de Saúde da ULSBA, em resultado do capotamento de um autocarro ocorrido, cerca das 18:35 de sexta-feira, na A2, na zona de Gomes Aires, concelho de Almodôvar.

 O acidente provocou, no total, três vítimas mortais (duas mulheres e um homem), transportadas para o serviço de Medicina Legal do Hospital de Beja, e 17 feridos.

Os feridos que não deram entrada no Hospital de Beja ou no serviço de urgência básica do centro de Saúde de Castro Verde foram transportados para unidades no Algarve, nomeadamente para o Hospital de Faro e para a urgência básica de Albufeira.

Dos cinco feridos internados no Algarve, três já tiveram alta e uma mulher foi transferida para um hospital de Lisboa, disse hoje à Lusa fonte do Centro Hospitalar da região.

Ao início da manhã de hoje, fonte da ULSBA já tinha dito à Lusa que o motorista do autocarro, entretanto transferido, era o único ferido do acidente ainda em observação no Baixo Alentejo, mas que se encontrava "estável".

Quanto aos outros feridos em unidades da área da ULSBA, três deles já haviam sido transferidos, "um para Loures, para a área de residência, e dois para hospitais de Lisboa (S. José e Santa Maria), para os serviços de cirurgia plástica", e aos restantes sete tinha sido dada alta.

O autocarro, pertencente à transportadora Barraqueiro, mas que circulava ao serviço da Renex, numa linha regular, transportava 20 pessoas.

 "Nos passageiros havia um de nacionalidade estrangeira que é paquistanês. Todos os restantes passageiros são portugueses", disse à Lusa, na sexta-feira, o tenente-coronel João Nunes, do comando da GNR.

A circulação no sentido sul-norte da A2 na zona do acidente foi reaberta às 00:03 de hoje, segundo a Guarda.

Para o local do acidente, foram mobilizados 132 operacionais, apoiados por 53 veículos, de várias corporações de bombeiros, da GNR, da concessionária Brisa e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Um helicóptero do INEM que tinha sido incluído no plano de socorro não chegou a ser utilizado.

O condutor do autocarro não acusou quaisquer substâncias no sangue, incluindo álcool, disse também à Lusa o tenente-coronel João Nunes.






Lusa
  • Palestina anuncia congelamento total das relações com Israel

    Mundo

    O Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, anunciou hoje o "congelamento de relações" com Israel "a todos os níveis", quando cresce a tensão entre as partes devido ao reforço de segurança promovido pelos israelitas na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém.

  • Da alta finança à Casa Branca - as mudanças na comunicação de Trump
    1:22
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.