sicnot

Perfil

País

Processos por corrupção estão a aumentar

Processos por corrupção estão a aumentar

Estão a aumentar os inquéritos a crimes de corrupção. Nos primeiros meses deste ano, o Ministério Público já abriu tantos processos como em 2014, e o triplo de 2013.

  • Só 5 dos 111 arguidos prestaram declarações no julgamento Carta Branca
    3:52

    País

    Apenas cinco dos 111 arguidos do megajulgamento Carta Branca, que começou há quase um mês em Bragança, quiseram prestar declarações em tribunal. O processo implica crimes de corrupção e falsificação de documentos na obtenção de cartas de condução. Apenas um arguido e uma testemunha confessaram ter pago valores entre 2.000 e 3.500 euros com esse objetivo.

  • Juiz defende libertação de José Sócrates
    1:31

    Operação Marquês

    O juiz que votou contra a declaração de especial complexidade do processo Operação Marquês propôs a libertação de José Sócrates. Na declaração de voto, José Reis arrasa o Ministério Público e chega a dizer que não há na investigação nenhum indício de corrupção.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.