sicnot

Perfil

País

Dois mortos em carro que caiu no rio Tejo na zona de Santa Apolónia, Lisboa

Dois mortos é o resultado da queda de um carro, esta madrugada, no rio Tejo, numa zona próxima da estação de comboios de Santa Apolónia, disse à agência Lusa o comandante do Porto de Lisboa.

REUTERS

O alerta foi dado cerca das 3:22 da manhã por um grupo de jovens, que testemunhou no local que um carro de matrícula portuguesa tinha caído ao rio, disse à Lusa o comandante Cruz Gomes.

O acidente ocorreu na Rua da Cintura do Porto de Lisboa.

Cruz Gomes adiantou ainda que as vítimas mortais são um homem e uma mulher "que aparentam ter 50 anos de idade".

O comandante do Porto de Lisboa explicou que por volta das 3:00 da manhã, um grupo de jovens comunicou à PSP, na zona de Santa Apolónia, que tinha visto um carro a cair ao rio.

A Capitania deslocou para o local uma embarcação da Polícia Marítima e, com o apoio dos mergulhadores dos Sapadores Bombeiros, verificou a existência de uma viatura dentro de água com duas pessoas a bordo.

"Como a viatura estava no lodo, não foi possível retirá-la imediatamente. E, com o apoio da embarcação da Administração do Porto de Lisboa retirámos a viatura e os corpos, como estiveram muito tempo imersos, já foram retirados sem vida", disse Cruz Gomes.

Segundo o comandante, a Polícia Judiciária já se encontra no local a efetuar perícias ao veículo de matrícula portuguesa.

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.