sicnot

Perfil

País

Ministério da Educação quer que aulas comecem entre 15 e 21 de setembro

O governo quer que o próximo ano lectivo comece mais tarde. Entre 15 e 21 de setembro, uma semana mais tarde do que o que tem sido hábito nos últimos anos. 

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

(Francisco Seco/ AP)

O governo quer que o próximo ano lectivo comece mais tarde. Entre 15 e 21 de setembro, uma semana mais tarde do que o que tem sido hábito nos últimos anos. 

A proposta do ministério da Educação já foi entregue ao Conselho de Escolas. 

À SIC, fonte do ministério diz que, o que se pretende, é um maior equilíbrio na duração dos 3 períodos lectivos. O PCP entrega amanhã um pedido protestativo para obrigar o ministro da Educação a ir ao Parlamento dar explicações.
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras