sicnot

Perfil

País

Ministério da Educação quer que aulas comecem entre 15 e 21 de setembro

O governo quer que o próximo ano lectivo comece mais tarde. Entre 15 e 21 de setembro, uma semana mais tarde do que o que tem sido hábito nos últimos anos. 

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

(Francisco Seco/ AP)

O governo quer que o próximo ano lectivo comece mais tarde. Entre 15 e 21 de setembro, uma semana mais tarde do que o que tem sido hábito nos últimos anos. 

A proposta do ministério da Educação já foi entregue ao Conselho de Escolas. 

À SIC, fonte do ministério diz que, o que se pretende, é um maior equilíbrio na duração dos 3 períodos lectivos. O PCP entrega amanhã um pedido protestativo para obrigar o ministro da Educação a ir ao Parlamento dar explicações.
  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • PSP descentraliza a regularização de armas
    3:55

    País

    A PSP de Bragança percorreu os 12 concelhos do distrito ao encontro dos proprietários de armas com vista à sua regularização. A iniciativa, que pretende evitar a deslocação das pessoas à capital de distrito, teve uma forte adesão.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.