sicnot

Perfil

País

Presidente da República felicita Jorge Sampaio pela atribuição de prémio da ONU

O Presidente da República felicitou hoje o seu antecessor, Jorge Sampaio, pela distinção com o prémio Nelson Mandela das Nações Unidas, afirmando que se trata de um reconhecimento ao mais alto nível e que orgulha Portugal.

2006 - Jorge Sampaio promulga a nova Lei do Arrendamento Urbano.

2006 - Jorge Sampaio promulga a nova Lei do Arrendamento Urbano.

Numa mensagem publicada no 'site' da Presidência, Aníbal Cavaco Silva diz que o prémio atribuído a Jorge Sampaio "orgulha Portugal e os portugueses" e "honra a memória dessa notável figura política que foi Nelson Mandela e que agora distingue aqueles que, animados dos mesmos princípios, propugnam pela reconciliação, pelas transições pacíficas para regimes democráticos e pelo desenvolvimento económico e social.

O antigo Presidente Jorge Sampaio foi um dos agraciados, na segunda-feira, na primeira edição do Prémio Nelson Mandela, das Nações Unidas, pelo seu trabalho por um mundo melhor.

Cavaco Silva refere ainda na sua mensagem de felicitações que se congratula pelo "reconhecimento ao mais alto nível da excecionalidade do seu contributo na defesa e promoção dos valores intrínsecos às Nações Unidas".

O prémio foi atribuído a Jorge Sampaio e uma oftalmologista da Namíbia, Helena Ddume.

O galardão foi criado no ano passado pela Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), para homenagear personalidades que se tenham dedicado a promover os ideais da organização. Tem como objetivo também prestar tributo aos esforços de Nelson Mandela "a favor da reconciliação, da transição política e da transformação social", indica a Assembleia em comunicado.

Jorge Sampaio, Presidente da República durante 10 anos (1996 a 2006), foi também presidente da Câmara de Lisboa. De 2006 a 2012 foi enviado especial da ONU na luta contra a tuberculose. 

No texto em que anuncia os premiados as Nações Unidas citam os esforços de Jorge Sampaio, 75 anos, como "grande apoiante da democracia portuguesa", desde o tempo de estudante em que era um ativista político e depois do 25 de Abril, como político.

E falam de Jorge Sampaio Presidente, trabalhando para construir uma imagem de um Portugal democrática e moderna enquanto apoiava a integração europeia e supervisionava a entrega de Macau à China.

Helena Ndume criou nos últimos 20 anos centros de tratamento oftalmológicos em toda a Namíbia. Já ajudou cerca de 30.000 pessoas a recuperar a visão e a ter atendimento gratuito para problemas com cataratas. Dirige atualmente o serviço de oftalmologia do hospital central de Windhoek.

Os prémios serão entregues numa cerimónia nas Nações Unidas no dia 24 de julho e que se integra nas comemorações da vida de Nelson Mandela, que morreu em dezembro de 2013.



Lusa
  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37