sicnot

Perfil

País

Troca de cadáveres em Chaves fez com que um deles fosse enterrado duas vezes

Uma troca de cadáveres, de dois homens que morreram no sábado no Hospital de Chaves, fez com que um deles fosse enterrado duas vezes, adiantou hoje à Lusa uma familiar. 

Um homem de 55 anos, residente na aldeia de Rebordondo, Chaves, morreu no sábado às 16:00 no hospital, depois de dias internado, mas, segundo a sua familiar, a agência funerária transportou um outro corpo para o velório.

No domingo, às 18:30, a família realizou o funeral, mas estava, afinal, a enterrar esse outro corpo, de um homem de 85 anos, que havia falecido no mesmo dia.

O erro foi detetado na segunda-feira, quando a agência funerária ligou a uma das filhas do homem de 55 anos dizendo que o corpo do pai ainda estava na morgue, tendo havido uma troca.

"A família entrou em choque", frisou a familiar.

O corpo do homem de 55 anos acabou por ser enterrado na segunda-feira, ao final da tarde, tendo o outro corpo (que foi sepultado no lugar deste) sido reencaminhado para a família para a realização do velório - que, na prática, seria o segundo. 

Quanto ao facto de a família não se ter apercebido de que estava a enterrar a pessoa errada, a familiar salientou que o médico havia dito, na altura da morte, que ele iria ficar irreconhecível, daí não ter sido detetado o engano.  

O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) disse hoje à Lusa estar isento de qualquer responsabilidade, dado ter cumprido os procedimentos corretos. 

A agência funerária tinha dois corpos para transportar, tendo levado um deles para a aldeia errada, enquanto o outro ficou na morgue, explicou a unidade.

A agência Lusa tentou ainda contactar a agência funerária responsável pelo transporte dos corpos, mas sem sucesso. 

Lusa
  • Alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois do jogo entre o Estoril-Praia e FC Porto, a polémica prolonga-se com um cântico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota, que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões, esta quarta-feira.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.