sicnot

Perfil

País

Ministra diz que ninguém entenderia que magistrados tivessem aumentos de 40%

Ministra diz que ninguém entenderia que magistrados tivessem aumentos de 40%

A ministra da Justiça afirma que não tem nenhuma guerra com os sindicatos e que, se alguma coisa mudou, foi a atuação das atuais direções. À saída do plenário da Assembleia da República, Paula Teixeira da Cruz comentou assim o corte de relações institucionais, anunciado pela Associação Sindical dos Juízes Portugueses e pelo Sindicato dos Magistrados do Ministério Público. Para a ministra, ninguém entenderia que os magistrados tivessem aumentos na ordem dos 40%.

  • Sindicato do Ministério Público deixa fortes críticas à ministra da Justiça
    0:50

    País

    O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público disse esta sexta-feira, em conferência de imprensa, que já não é possível aprovar a reforma do estatuto profissional. Para os representantes da classe, a ministra eclipsou-se, tendo cortado unilateralmente o diálogo depois de ter sido feita uma reunião, há mais de um mês. O presidente do sindicato, António Ventinhas, pede ainda explicações ao primeiro-ministro. Recorde-se que o braço de ferro entre o Ministério e os magistrados do Ministério Público teve já vários episódios, com acusações da ministra, em que dizia que a principal preocupação era a da tabela salarial.

  • Juízes cortam relações com ministra da Justiça
    1:13

    País

    A Associação Sindical dos Juízes acaba de cortar relações com a ministra da Justiça. Em causa está a revisão do estatuto dos magistrados.A ministra diz que exigiam ordenados exorbitantes. Os juízes respondem que Paula Teixeira da Cruz está a faltar à verdade.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.