sicnot

Perfil

País

Costa admite "nervos de aço" para lidar com o caso Sócrates

Costa admite "nervos de aço" para lidar com o caso Sócrates

António Costa diz que a descida temporária da TSU para os trabalhadores vai ser obrigatória e garante que as pensões futuras não serão afetadas. Em entrevista à SIC, o secretário-geral do PS não se comprometeu com aumentos do salário mínimo ou com os novos escalões do IRS. Sobre o caso Sócrates, Costa diz que quem exerce funções públicas tem de ter coração e nervos de aço, e manter uma postura institucional, mesmo que lhe doa a alma.

  • Costa defende descida da TSU obrigatória para trabalhadores
    3:41

    Economia

    António Costa diz que a descida temporária da TSU para os trabalhadores vai ser obrigatória. Em entrevista à SIC, o secretário-geral do PS não se comprometeu com aumentos do salário mínimo ou com os novos escalões do IRS. Sobre o caso Sócrates, Costa diz ter obrigação de separar as águas e manter uma postura institucional, mesmo que lhe doa a alma.

  • "É urgente mudar esta página da austeridade"
    35:18

    País

    O secretário-geral do PS promete aumentar o número de escalões e a progressividade do IRS para desagravar a classe média e defendeu que na privatização da TAP apenas foi assinado uma espécie de contrato-promessa. António Costa defende que "é urgente mudar esta página da austeridade". Veja ou reveja a entrevista na íntegra do líder socialista, no Jornal da Noite desta quinta-feira.

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Hospitais já registam picos de afluência apesar de casos de gripe serem ainda poucos
    2:13

    País

    A gripe ainda não chegou em força, mas nos últimos dias foram vários os hospitais com grande afluências de doentes, sobretudo idosos e com infeções respiratórias. Em alguns dias desta semana o número de doentes disparou para mais de 600, como disse à SIC o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.