sicnot

Perfil

País

Interior e Alentejo sob aviso laranja devido ao calor

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje sob aviso laranja seis distritos de Portugal continental devido à "persistência de valores elevados da temperatura máxima".

PAULO CUNHA

Segundo informação disponível no 'site' do IPMA estão sob aviso laranja os distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja.

Os distritos de Bragança e Guarda vão estar sob aviso laranja até às 20:00 de terça-feira, enquanto os de Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja ficam sob o mesmo aviso até às 20:00 de segunda-feira.

Também devido ao tempo quente estão sob aviso amarelo os distrito de Vila Real, Viseu, Santarém, Lisboa, Setúbal e Faro.

Na Madeira, estão igualmente sob aviso amarelo a ilha do Porto Santo e a costa norte da ilha, refere o IPMA. 

O aviso laranja é o segundo mais grave numa escala de quatro e implica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado. Já o aviso amarelo é o terceiro mais grave e implica uma situação de risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje tempo quente com céu geralmente limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade até meio da manhã no litoral da região Norte.  O vento estará em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado de noroeste no litoral oeste, em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde.

Para os Açores, no grupo ocidental, o IPMA prevê períodos de céu muito nublado com abertas, tornando-se encoberto, e períodos de chuva fraca a partir da noite, passando a aguaceiros fracos.   No grupo central, as previsões apontam para céu geralmente muito nublado, com períodos de chuva fraca.

No grupo oriental estão previstos períodos de céu muito nublado, com abertas ao longo do dia.

Para a Madeira, o IPMA prevê períodos de céu muito nublado, apresentando-se geralmente pouco nublado nas zonas montanhosas e nas vertentes sul.

As temperaturas máximas previstas para hoje são 33 graus celsius em Lisboa, 31 em Faro, 23 no Porto, 43 em Beja, 41 em Évora, 40 em Portalegre e Castelo Branco, 25 no Funchal e 24 em Ponta Delgada.

Com Lusa
  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.