sicnot

Perfil

País

Maria Barroso continua em "coma profundo irreversível"

Maria Barroso, mulher do ex-Presidente da República e uma das fundadoras do partido socialista, continuava às 17 horas desta segunda-feira em "coma profundo irreversível e numa situação muito crítica", informou o Hospital da Cruz Vermelha.

A mulher do ex-Presidente da República foi internada na madrugada de sexta-feira no Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa na sequência de uma queda, estando desde então em coma profundo. (Arquivo)

A mulher do ex-Presidente da República foi internada na madrugada de sexta-feira no Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa na sequência de uma queda, estando desde então em coma profundo. (Arquivo)

GUILHERME VENANCIO / AP

Segundo refere a Cruz Vermelha, o estado de saúde de Maria de Jesus Barroso Soares "não regista alterações significativas" em relação ao quadro clínico de domingo, com os parâmetros vitais a manterem-se "estáveis, continuando em coma profundo irreversível e numa situação muito crítica".

A mulher do ex-Presidente da República foi internada na madrugada de sexta-feira no Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa na sequência de uma queda, estando desde então em coma profundo.

Maria Barroso, 90 anos, casou com Mário Soares em 1949, de quem tem dois filhos, João e Isabel. Atriz, foi uma das fundadoras do Partido Socialista, liderado por Mário Soares, em Badem Munstereifel, na Alemanha, em 1973.

Um dos seus últimos cargos públicos foi a presidência da Cruz Vermelha Portuguesa, tendo também dirigido a associação Pro Dignitate, que ajudou a fundar. 

Diplomou-se em Arte Dramática na escola de Teatro do Conservatório Nacional e licenciou-se depois em Ciências Histórico-Filosóficas, na Faculdade de Letras de Lisboa, onde conheceu Mário Soares.
Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".