sicnot

Perfil

País

PJ de Coimbra deteve jovem pela presumível autoria de homicídio tentado

A Polícia Judiciária de Coimbra anunciou hoje a detenção de um jovem, de 20 anos, por alegadamente ter praticado crimes de homicídio na forma tentada, roubos à mão armada e atentado à segurança rodoviária.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

A PJ identificou um segundo suspeito, de 21 anos, "interpelado e detido no âmbito de uma outra investigação", como presumível coautor dos crimes.

O primeiro suspeito, detido pela Diretoria do Centro da PJ, "efetuou vários disparos de pistola e de caçadeira contra um veículo que circulava no IC2, entre Pombal e Condeixa-a-Nova, tentando, deste modo, alvejar os três ocupantes", refere aquela polícia em comunicado.

Registados na madrugada de 02 de março de 2014, os factos "terão sido motivados por ciúmes", sendo os presumíveis autores "também suspeitos de terem praticado dois roubos de veículos de gama alta, perpetrados com recurso a arma de fogo", um em Aveiro e outro em Coimbra, também em março daquele ano.

Nas diligências de prova efetuadas, incluindo oito buscas domiciliárias e não domiciliárias, nomeadamente em sucateiras, foram apreendidas várias peças e acessórios de uma viatura da marca Mercedes Benz, "tudo apontando para que pertençam ao automóvel roubado à mão armada" em Coimbra.

"No mesmo local onde terá sido também vendido o veículo usado para a prática dos crimes no IC2, foram apreendidos dois automóveis furtados em França e uma moto de alta cilindrada, furtada do interior de uma garagem na cidade de Coimbra", segundo a PJ.

O suspeito agora detido, "já com antecedentes criminais", foi presente a um primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de apresentações diárias às autoridades.

Ao segundo suspeito, de 21 anos, foi também aplicada a medida de coação de apresentações diárias no posto policial mais próximo da área de residência.

Lusa
  • Inspetores da PJ, PSP, GNR e da ASAE com processos irregulares na Lusófona
    1:41

    País

    A Inspeção-geral da Educação e Ciência descobriu inspetores da PJ, polícias, agentes da ASAE e ex-vereadores na lista de ex-alunos com irregularidades nos processos académicos atribuídos pela Universidade Lusófona. Seis meses após o Ministério da Educação ter exigido a anulação, a Universidade Lusófona regularizou apenas 5 dos 152 casos de processos académicos com atribuição irregular de equivalências e créditos.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.