sicnot

Perfil

País

Visitas a mais de 50 monumentos portugueses disponíveis para todos na Google

Mais de 50 locais, entre monumentos, castelos ou paisagens, já podem ser "visitados" virtualmente, por qualquer cibernauta, em todo o mundo, através de um instrumento da Google, uma forma de valorizar a cultura e o turismo de Portugal.  

© Nacho Doce / Reuters

O projeto "Maravilhas de Portugal", hoje apresentado em Lisboa, é uma iniciativa da Direção-Geral do Património Cultural e da multinacional Google, e junta tecnologia, cultura, promoção turística e cultural, numa projeção que o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, espera que "possa valorizar, por um lado, a cultura por si só e, por outro, as visitas a Portugal".

"A importância [deste projeto] é muito grande, sendo a Google o maior motor de busca do mundo", disse Jorge Barreto Xavier, realçando "a possibilidade [de ter], com o pormenor e o detalhe, uma visita a 360 graus, ao conjunto dos 57 monumentos que, a partir de hoje, estão disponíveis 'online' para todo o mundo".

O governante falava aos jornalistas, na Torre de Belém, um dos monumentos da lista a visitar, no final da apresentação dos novos locais disponibilizados no projeto de digitalização do património português, que, desde 2012, permite visualizar pontos de interesse cultural, natural e arquitetónico.

Mosteiro dos Jeróminos, Palácios de Queluz ou da Pena, Baixa Pombalina, Praça do Império, Sé da Braga, Muralhas da Vila de Óbidos, Castelo de Guimarães, Mosteiro da Batalha, Alto Douro Vinhateiro ou a Serra da Estrela são alguns dos locais que podem ser vistos, em imagens visita virtual, a partir da página de internet da Google ou da Google Maps.

O projeto, no entanto, prossegue e o secretário de Estado anunciou que "vai haver uma outra fase, agora a ser trabalhada, da valorização das peças" dos museus nacionais.

"Já estamos a trabalhar com várias instituições culturais do país, como a Galeria de Arte Urbana de Lisboa Festival de Arte Urbana da Covilhã ou Museu Berardo", avançou a responsável pela gestão dos programas do Instituto Cultural da Google, Luisella Mazza. 

Jorge Barreto Xavier salientou que o Estado não interferiu "diretamente" na referenciação e escolha dos monumentos.

"O investimento do Estado português é essencialmente de acompanhamento técnico de valorização da presença e de referenciação daquilo que achamos serem os monumentos mais importantes", realçou. 

No discurso, perante uma assistência que incluía representantes da área cultural e do turismo, assim como alguns presidentes de câmaras municipais, Barreto Xavier defendeu que, "por mais valiosas que sejam as possibilidades de acesso à informação e ao conhecimento através de redes digitais, nada substitui a plenitude de fruição de um bem cultural ou natural numa visita ao próprio local".

No entanto, considerou que, tanto as componentes estritamente culturais, como a ligação com matérias educativas, turismo, ambiente e economia, "têm a ganhar" com o novo projeto da Google.

Jorge Barreto Xavier espera, como realçou, com a Google e com outros parceiros, "poder contribuir para melhorar os mecanismos de acesso legal a conteúdos, combatendo o 'download' ilegal e a pirataria informática, nocivos para os detentores de direitos de propriedade intelectual e para a economia".



  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.