sicnot

Perfil

País

Autoridades admitem não haver relação entre sintomas de crianças hoje assistidas em Carcavelos e a prática balnear

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) admitiu não haver relação entre os sintomas na pele das crianças hoje assistidas na Praia de Carcavelos, em Cascais, e a prática balnear.

Os manifestantes contestam o Plano de Pormenor de Carcavelos (Arquivo Lusa)

Os manifestantes contestam o Plano de Pormenor de Carcavelos (Arquivo Lusa)

PEDRO NUNES

Em resposta a questões colocadas pela agência Lusa, o gabinete de comunicação da ARSLVT esclareceu que, após análises feitas pelas autoridades de Saúde e "face à avaliação da situação, não parece haver relação entre o aparecimentos das queixas e a prática balnear".

A ARSLVT explicou que a Autoridade de Saúde de Cascais foi alertada para "um conjunto de crianças com queixas de prurido e alterações cutâneas", cerca das 12:00 de hoje.

Deslocados ao local, conta a ARS, a Autoridade de Saúde apurou que se tratava de "de 64 crianças, que integravam um grupo de 250, que tinham estado na véspera no Parque Dos Moinhos da Ajuda, tendo algumas delas iniciado queixas semelhantes".

 "As queixas atenuavam-se quando as crianças ficavam abrigadas da exposição solar (o que configura que ocorreu reação de exacerbação por fotossensibilização cutânea).Duas crianças que integravam outro grupo de jovens apresentaram queixas de prurido relacionadas com exposição solar e prurido localizado", refere a nota.

A ARSLVT assegurou ainda que as Autoridades de Saúde estão ainda a acompanhar a situação, "não havendo até ao momento motivos de preocupação relacionados com a prática balnear".

 Sessenta e quatro crianças foram assistidas ao final da manhã, na praia de Carcavelos, por apresentarem "lesões cutâneas urticariformes", tendo sido duas delas transportadas para o Hospital São Francisco Xavier mas que, entretanto, já tiveram alta. 

 

 

 

 

Lusa

 

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.

  • PSD e CDS têm caminhos diferentes
    1:22

    País

    Assunção Cristas já respondeu a Pedro Passos Coelho, depois de o líder do PSD ter recusado apoiar a candidatura da líder do CDS à Câmara de Lisboa. Cristas diz que os dois partidos têm caminhos diferentes. O PSD continua sem apresentar candidato. Contudo, Marques Mendes revelou que Passos Coelho convidou José Eduardo Moniz a candidatar-se à Câmara de Lisboa.