sicnot

Perfil

País

GNR já tem lista de pessoas que estiveram na "queima do gato" em Vila Flor

A GNR já tem uma lista de pessoas que estiveram no recinto da "queima do gato", nas festas de São João, em Mourão, Vila Flor, no distrito de Bragança, indicou hoje à Lusa aquela força de segurança.

As Relações Públicas do Comando Distrital de Bragança da GNR adiantaram que prosseguem as diligências para identificar os participantes nos atos que podem constituir crime e que os resultados da investigação serão enviados para tribunal.

O Ministério Público de Vila Flor delegou na GNR a investigação deste caso e deu 30 dias àquela força de segurança para concluir as diligências, cabendo depois ao tribunal concluir que se há matéria para acusação e levar a julgamento possíveis implicados, de acordo com as Relações Públicas da Guarda em Bragança.

O processo judicial no Tribunal de Vila Flor foi desencadeado por várias denúncias contra esta alegada tradição popular de São João denominada "Queima do Gato" que envolve um animal vivo.

Às participações já feitas junta-se agora também uma queixa da associação ANIMAL que divulgou ter formalizado, na quarta-feira, uma queixa a pedir "que seja apurada a responsabilidade concreta de todos quantos atuaram como autores ou cúmplices das várias contraordenações cometidas, bem como do crime de "maus tratos a animais".

"Basta de impunidade e basta de vivermos na época medieval. É preciso evoluir e modernizar as tradições das populações", defendeu Rita Silva, presidente da ANIMAL.                               

Outras organizações também já tinham apresentado queixa, nomeadamente o Partido Pessoas Animais Natureza (PAN) e o Grupo Gatos Urbanos.

Imediatamente a seguir à noite em que ocorreram os factos chegaram às autoridades várias denúncias.

O caso foi tornado público pela associação MIDAS (Movimento Internacional em Defesa dos Animais) através do vídeo que alguém que esteve na festa publicou na Internet.

O vídeo com a duração de cerca de cinco minutos "mostra um gato colocado dentro de um recipiente de barro e levantado a alguns metros de altura, num poste".

O poste é coberto de palha e ateado fogo até o pote cair ao chão com o animal, que começa a correr em chamas desorientado em volta do lume e entre a população.

A população local garante que nunca morreu nenhum gato e que "está bem" o animal do vídeo oferecido por uma habitante local para o ritual.

O caso gerou uma onda de indignação nas redes sociais e posições públicas de repúdio por parte das associações de defesa dos animais.

O crime de maus tratos a animais de companhia é punido com pena de prisão até um ano ou de multa até 120 dias. 

A moldura penal é gravada para pena de prisão até dois anos ou de multa até 240 dias se resultar a morte do animal, a privação de importante órgão ou membro ou a afetação grave e permanente da sua capacidade de locomoção.

 

Lusa

  • Gato torturado em "tradição" da aldeia de Mourão, em Vila Flor
    3:10

    País

    Uma tradição na aldeia de Mourão, em Vila Flor, está a provocar uma onda de revolta. Nas imagens que circulam nas redes sociais, um gato é, aparentemente, queimado durante os festejos do São João. O povo da aldeia garante que o ritual não provoca sofrimento ao animal, mas as imagens, que podem impressionar os espectadores mais sensíveis, desmentem a população.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.