sicnot

Perfil

País

GNR reinicia sexta-feira Operação Hermes - Viajar em Segurança

A Guarda Nacional Republicana vai intensificar, a partir de sexta-feira, as ações de patrulhamento e de apoio aos utentes das vias rodoviárias, no âmbito de mais uma Operação Hermes - Viajar em Segurança", anunciou esta quinta-feira a GNR.

A intensificação das ações decorrerá em várias fases, decorrendo a primeira de sexta-feira a domingo, que será direcionada para o sul de Portugal. (Arquivo)

A intensificação das ações decorrerá em várias fases, decorrendo a primeira de sexta-feira a domingo, que será direcionada para o sul de Portugal. (Arquivo)

SIC

Em comunicado, a GNR refere que a operação incidirá sobre os itinerários mais críticos e que tem como objetivo garantir uma deslocação em segurança aos cidadãos que se deslocam de e para locais de veraneio e/ou eventos de natureza diversa característicos do verão.

A intensificação das ações decorrerá em várias fases, decorrendo a primeira de sexta-feira a domingo, que será direcionada para o sul de Portugal.

Esta operação mobiliza 1200 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais, que vão estar atentos a, sobretudo, condução sob efeito de álcool, excesso de velocidade, não utilização do cinto de segurança e/ou sistemas de retenção para crianças, utilização indevida de telemóveis, manobras perigosas de ultrapassagem, mudança de direção, inversão do sentido de marcha, cedência de passagem, distância de segurança e condução sem habilitação legal.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.