sicnot

Perfil

País

Catarina Martins critica "beija-mão" do Governo a Miguel Relvas

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, acusou hoje o Governo de ter dado um espetáculo de "beija-mão" a Miguel Relvas e de fazer tudo menos defender o interesse público.

"O primeiro-ministro ganhava 7 mil euros por mês e fugiu a uma contribuição de 100 euros. Foi caloteiro para com a Segurança Social." - Catarina Martins, porta-voz do BE (02-03-2015)

"O primeiro-ministro ganhava 7 mil euros por mês e fugiu a uma contribuição de 100 euros. Foi caloteiro para com a Segurança Social." - Catarina Martins, porta-voz do BE (02-03-2015)

Lusa

"Ontem [quinta-feira] vi um espetáculo de todo um Governo ao beija-mão a Miguel Relvas", afirmou Catarina Martins, aludindo à presença de vários membros do executivo na apresentação do livro "O Outro Lado da Governação", da autoria do ex-ministro social-democrata e do ex-secretário de Estado Paulo Júlio.

 "Um primeiro-ministro que tem uma tal deferência para Miguel Relvas e tem em Dias Loureiro o seu exemplo como empresário, como já afirmou publicamente, é um primeiro-ministro de um Governo que faz tudo menos defender o interesse o público", acrescentou.

Exemplo disso é, para a deputada do Bloco de Esquerda, "o relatório do Tribunal de Contas à primeira auditoria a uma privatização [da EDP e da REN], a dizer-nos que a energia foi vendida ao desbarato, sem garantias de interesse público, com o BESI a trabalhar no Estado para avaliar e depois a assessorar os contratos financeiros dos privados, sem que tenha existido a mínima transparência".

E este, acrescentou, é apenas "o primeiro relatório das privatizações que este Governo fez, sempre com as mesmas características".

A dirigente bloquista recordou que o relatório foi conhecido "num momento em que o Governo quer vender a TAP exatamente da mesma forma em que o oceanário também é entregue a privados, em que os transportes coletivos de Lisboa e do Porto estão também a ser concessionados a privados". 

Neste sentido, considerou ser "o momento para o país exigir explicações muito claras a um Governo que tem feito tudo para desbaratar os recursos do país". E para que "nos levantemos a dizer que Portugal não está à venda", concluiu.

Catarina Martins falava em Torres Vedras onde hoje visitou a Feira de S. Pedro que decorre no pavilhão de exposições da Promotorres até domingo.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Descobertos fósseis que podem provar existência de vida em Marte

    Mundo

    Fósseis com 3,77 mil milhões de anos, dos mais antigos já descobertos, foram identificados por cientistas de vários países na província do Quebec, no leste do Canadá. As descobertas coincidem no tempo com a altura em que Marte e a Terra tinham água líquida à superfície, o que levanta questões sobre a hipótese de vida extraterrestre.

  • As polémicas declarações de João Braga sobre os Óscares

    País

    A Associação SOS Racismo reagiu esta quarta-feira às palavras do fadista João Braga na sua página no Facebook, sobre a cerimónia de entrega dos Óscares, e disse esperar que a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial atue de forma exemplar face.

  • "Apelamos ao debate e somos criticados? Então m...."
    0:52
  • Oprah admite candidatar-se à Presidência dos EUA

    Mundo

    A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey admitiu, numa entrevista, que a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro a fez considerar a possibilidade de entrar na corrida à Casa Branca.

  • Temperaturas recorde no "último lugar da Terra"

    Mundo

    A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou esta quarta-feira que se registaram nos últimos 37 anos temperaturas altas recorde na Antártida, num local que foi descrito como "o último lugar da Terra".