sicnot

Perfil

País

Jovens acusados de abuso sexual de rapariga de 14 anos em Almada foram absolvidos

Foram absolvidos os quatro jovens acusados de terem abusado sexualmente de uma rapariga de 14 anos, em Almada. A jovem dizia ter sido atacada duas vezes no espaço de um ano, por colegas da mesma escola. 

O Tribunal de Almada, no entanto, não conseguiu dar como provado a versão da alegada vítima.  Os arguidos têm idades compreendidas entre os 17 e 18 anos.

Três deles chegaram a estar em prisão preventiva durante 11 meses. Só saíram em liberdade em abril, quando o Ministério Público chegou à conclusão que a prova era insuficiente. 

  • Libertados suspeitos de rapto e abuso sexual de menor em Almada
    1:49

    País

    Os três jovens que estavam em prisão preventiva, por suspeitas de rapto e abuso sexual de uma adolescente, em Almada, foram esta quarta-feira libertados. A jovem terá sido atacada duas vezes, no espaço de um ano, por colegas de escola. O caso está em julgamento e foi o próprio Ministério Público a propôr uma medida de coação menos grave, por entender que faltam provas dos crimes mais graves.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.