sicnot

Perfil

País

Dois feridos ligeiros e estradas cortadas no fogo de Tomar

Duas pessoas, um bombeiro e um civil, sofreram queimaduras ligeiras em Casal do Rei, no concelho de Vila Nova da Barquinha, durante o incêndio que deflagrou cerca das 13:00 no concelho de Tomar, disse à Lusa fonte da proteção civil.

RTV/SIC

Filipe Regueira, comandante da sala de operações do Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém, disse à Lusa que há ainda um terceiro ferido ligeiro, outro bombeiro, vítima de doença súbita não relacionada com o incêndio.

O fogo, que mantém três frentes ativas, alastrou a outros três concelhos -- além de Tomar, Abrantes, Constância e Vila Nova da Barquinha -, estando a ser combatido por 485 operacionais, ajudados por oito meios aéreos e 135 viaturas, disse a fonte.

A A23 e a A13 foram cortadas ao trânsito cerca das 18:00, a primeira entre o nó da Atalaia e o nó de Constância Sul e a segunda no primeiro nó à saída da A23 no sentido Torres Novas/Tomar, adiantou.

Filipe Regueira disse à Lusa que as corporações do distrito de Santarém estão a ser auxiliadas por reforços dos distritos de Lisboa, Setúbal, Évora, Portalegre, Castelo Branco, Leiria, Aveiro e Coimbra.

Segundo a informação disponível na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o incêndio continua a arder com intensidade, com três frentes ativas em eucalipto, mato e zona agrícola e com vários pontos sensíveis nomeadamente perto de habitações, estando a ter muitas projeções.

O comandante de sala confirmou que arderam dois barracões agrícolas junto à povoação de Cafuz, considerada "a mais sensível".

A presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, que se deslocou ao posto de comando instalado no local, disse à Lusa que a prioridade está a ser colocada junto às zonas habitadas, estando a ser recomendado às populações que reguem os terrenos próximos das habitações.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.