sicnot

Perfil

País

Prova de inglês do 9.º ano passa a contar para a nota final

O ministro da Educação anunciou hoje que a prova de diagnóstico de inglês do 9.º ano, elaborada pela Universidade de Cambridge, vai passar a contar para a nota final dos alunos, com um peso que pode ser igual aos dos exames nacionais e provas finais.

Na sessão de apresentação pública dos resultados do Preliminary English Test (PET) deste ano, obrigatório para todos os alunos do 9.º ano de escolaridade, o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, anunciou que a partir do próximo ano letivo, de 2015-2016, esta prova de diagnóstico passa a contar como elemento de avaliação dos alunos, cabendo às escolas, "dentro da sua autonomia", decidir a ponderação a atribuir à prova para a nota final.

Nuno Crato admitiu, no entanto, que o peso do PET para a nota final dos alunos possa ser de 30%, como acontece com as provas finais de Português e Matemática e com os exames nacionais do ensino secundário.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.