sicnot

Perfil

País

Homens dados como desaparecidos em Pinhel morreram afogados

Dois homens com 18 e 35 anos dados hoje como desaparecidos na barragem de Vascoveiro, no concelho de Pinhel, morreram afogados, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros.

MIGUEL PEREIRA DA SILVA

   "Tudo leva a crer que [as vítimas] estariam a tomar um banho de final de tarde, nadaram em direção a um rochedo e depois não conseguiram subir para cima dele e também não voltaram para a margem", explicou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Pinhel, Luís Pereira.

O responsável deu conta de relatos de pessoas que "ouviram os berros de um deles a pedir auxílio".

Os bombeiros de Pinhel foram chamados pelas 17:40 à barragem de Vascoveiro devido ao desaparecimento de duas pessoas.

Pouco tempo depois de chegarem ao local, retiraram o homem mais velho da água e ainda tentaram a sua reanimação, mas as manobras foram infrutíferas, contou o comandante.

Mais tarde, voluntários que participavam nas buscas encontraram o corpo do jovem que estava desaparecido.

Pelas 19:40, os bombeiros aguardavam a chegada ao local do delegado de saúde, para que os dois cadáveres fossem transportados para a morgue do hospital da Guarda, para serem autopsiados.

O comandante Luís Pereira disse à Lusa que foi a primeira vez que aconteceu uma situação do género na barragem de Vascoveiro, no distrito da Guarda.

Para o local foram enviados duas ambulâncias dos bombeiros de Pinhel, a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) da Guarda e elementos da GNR, indicou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda.

Lusa

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.