sicnot

Perfil

País

Adiada leitura da sentença de Manuel "Palito"

Foi adiada novamente a leitura da sentença de Manuel "Palito", o homem acusado de matar duas mulheres a tiro.

LUSA

A defesa do homem pediu ao tribunal que fosse feita prova de que foram feitos quatro disparos e não três, como sempre alegou. 

Assim, foi marcada uma nova sessão para a próxíma terça-feira em que vão ser ouvidos vários peritos. 

Em Abril do ano passado, o homem de 54 anos matou a tia e a sogra em São João da Pesqueira e feriu com gravidade a filha e a ex-mulher. Só foi apanhado pelas autoridades depois de 34 dias em fuga. 

Está acusado de quatro crimes de homicidio qualificado, dois deles na forma tentada.

  • Defesa de Manuel "Palito" diz que o arguido nunca tentou matar a filha
    0:42

    País

    A leitura do acórdão de Manuel "Palito" foi adiada para o dia 10 de julho. O adiamento foi pedido pela defesa devido a uma alteração processual. O coletivo de juízes deu como provada a existência de quatro disparos, embora só existam provas físicas de três. A defesa do presumível homicida de São João da Pesqueira, que está acusado de ter assassinado duas mulheres e provocado ferimentos a outras duas, diz que o arguido nunca tentou matar a filha e, por isso, pediu um adiamento para responder a esta alteração.

  • Ministério Público pede a condenação máxima para "Manuel Palito"
    1:28

    País

    O Ministério Público pediu a condenação máxima para o homicida que, no ano passado, matou duas mulheres e feriu outras duas em São João da Pesqueira, num caso que se tornou mais mediático depois de uma fuga às autoridades que durou mais de um mês. A defesa de Manuel Palito alega que o arguido agiu por impulso e não quis matar a ex-mulher e a filha.

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05