sicnot

Perfil

País

Incêndio no concelho de Viana do Castelo dominado

O incêndio que deflagrou na sexta-feira, em zona florestal da localidade de Geraz do Lima, no concelho de Viana do Castelo, foi dado como "dominado desde as 18:00 de hoje", disse à Lusa fonte oficial.

Em curso estão três incêndios rurais.

Em curso estão três incêndios rurais.

PAULO CUNHA / Lusa

Fonte do Comando Distrital de Operação de Socorro de Viana do Castelo adiantou que o fogo, que se iniciou pelas 16:56 de sexta-feira em Geraz do Lima, foi dominado, mas no terreno ainda estão 188 operacionais, com 65 veículos e dois aviões bombardeiros médios.

No terreno, segundo informações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), chegaram a estar 209 operacionais, apoiados por 78 viaturas e três meios aéreos, dos quais dois são aviões médios e o terceiro um helicóptero pesado e grupos de reforço de Braga, Porto, Aveiro e Coimbra, além de equipas da Força Especial de Bombeiros.

Na última atualização feita pela ANPC hoje, às 18:45, as informações indicam que não existem ocorrências significativas ativas em Portugal.

Por ocorrência significativa, a ANPC entende que se trata de um incêndio que arde há mais de três horas desde o seu início e com mais de 15 meios operacionais.

Em curso estão três incêndios rurais.

Lusa

  • Incêndio de Caminha dominado pelos bombeiros
    1:56

    País

    Já está dominado o incêndio que deflagrou numa zona de floresta em Caminha, distrito de Viana do Castelo.No combate ao fogo estiveram mais de 160 bombeiros. As chamas, que não chegaram às habitações, começaram num automóvel que ardeu na A28.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite