sicnot

Perfil

País

Homem que atropelou 13 pessoas em Portimão aguarda julgamento em liberdade

O homem que atropelou 13 pessoas na madrugada de domingo na Praia da Rocha, em Portimão, no Algarve, vai aguardar julgamento em liberdade, disse à Lusa fonte ligada ao processo.

Lusa

O homem, de 25 anos, foi ouvido durante a tarde em primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de apresentações periódicas às autoridades policiais.

Em declarações à Lusa, o advogado do arguido, revelou que o homem "está indiciado por um crime de condução sem habilitação legal, incorrendo ainda numa contraordenação por condução sob efeito do álcool, após ter sido registada uma taxa de 0,7 gramas por litro de sangue".

O advogado Padilha de Brito, acrescentou que o seu constituinte "não tem antecedentes criminais, e que está a frequentar aulas de condução, alegando perante o juiz a falta de travões da viatura".

"Ele disse que assustado pela interpelação da polícia, tentou travar mas que não conseguiu", indicou o advogado.

"Irei pedir uma peritagem às condições técnicas do veículo para se aferir de alguma irregularidade", sustentou o causídico.

De acordo com a PSP de Portimão, o homem entrou na sua viatura junto à discoteca Katedral, na Praia da Rocha, tendo atropelado as 13 pessoas enquanto se dirigia até à estrada principal da localidade.

Os 13 feridos foram assistidos no local e depois transportados de ambulância até à unidade hospitalar de Portimão, que pertence ao Centro Hospitalar do Algarve, onde dois deles foram considerados feridos graves mas sem perigo de vida.

Lusa

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.