sicnot

Perfil

País

Lisboa vai ter dois novos túneis até 2019 para combater inundações

A Câmara de Lisboa anunciou hoje que vai construir, até 2019, túneis entre Santa Apolónia e Monsanto e entre Chelas e o Beato para combater as inundações na cidade, num investimento de 170 milhões de euros.

© Rafael Marchante / Reuters

Na apresentação do Plano Geral de Drenagem de Lisboa 2016-2030, o presidente da autarquia, Fernando Medina (PS), classificou este como o "projeto mais importante e estruturante das últimas décadas para o futuro da cidade de Lisboa", que visa "combater as inundações na cidade de Lisboa e combater as consequências das cheias e das inundações na vida das famílias e das empresas" que aqui operam.

Das infraestruturas previstas, por um período de 15 anos, a maior é o túnel entre Santa Apolónia, Santa Marta e Monsanto, com um diâmetro de cinco metros e uma extensão de cinco quilómetros.

Este túnel vai desviar os caudais pluviais do caneiro de Alcântara e os caudais das bacias das avenidas da Liberdade, Duque de Loulé e Almirante Reis, evitando inundações na baixa pombalina.

Trata-se, assim, de "uma grande barreira [...], que desvia da zona baixa da cidade uma parte importante dos caudais de água que são os responsáveis pelas inundações mais severas", assinalou Fernando Medina.

No plano de drenagem anterior, aprovado pela Câmara em 2008, estava previsto um túnel entre Santa Apolónia e o Martim Moniz.

O outro túnel ligará Chelas ao Beato e terá uma extensão de mil metros. Em complemento, serão realizadas obras de desconexão de coletores na zona baixa de Xabregas.

Será ainda feito um coletor de reforço entre as avenidas de Berlim e Infante D. Henrique, com um diâmetro de 2,5 metros.

De acordo com a Câmara de Lisboa, as obras nos túneis serão iniciadas em meados de 2016, estando concluídas no final de 2019.

Já o coletor de reforço começará a ser construído no início de 2017, devendo estar pronto em meados de 2018.

Além destas, serão feitas outras intervenções, como o reforço de coletores, a separação e controlo de caudais e a criação de reservas de armazenamento.

Em causa está um investimento de 169,174 milhões de euros, financiado por recursos da autarquia e também por fundos comunitários. Os túneis são os investimentos mais caros, na ordem dos 57 milhões de euros.

O coordenador do consórcio projetista do plano, José Saldanha Matos, explicou que esta solução garante "maior proteção de pessoas e bens" face ao primeiro plano de drenagem da cidade.

"As obras estruturantes que são concebidas já não são para períodos de retorno de 10 anos, são superiores. No caso dos túneis, são períodos de retorno de 25 a 50 anos", referiu o engenheiro, indicando que assim se evitam "obras e intervenções em zonas baixas e ocupadas".

Segundo Fernando Medina, a cidade estará a "beneficiar dos primeiros resultados [do plano] ao fim de quatro anos".

Em comparação com o plano anterior, o autarca apontou que esta resposta causa "menos danos e menos perturbação aos munícipes" durante as obras, "é mais eficiente do ponto de vista dos custos que comporta e é mais rápida" quanto aos resultados.

Ainda assim, ressalvou que "nenhum programa poderá eliminar por completo a ocorrência de cheias na cidade de Lisboa" devido à ocorrência de "fenómenos incontroláveis" como "chuvas de grande intensidade numa zona ribeirinha à hora da maré cheia".

A proposta para concretizar este plano de drenagem será debatida na reunião de quarta-feira, altura em que o município pretende também iniciar uma consulta pública do projeto que se estenderá até setembro.

Lusa

  • Cardeal George Pell acusado de abuso sexual de menores na Austrália

    Mundo

    O cardeal George Pell, que dirige a Secretaria da Economia do Vaticano, foi hoje acusado de crimes de abuso sexual de menores na Austrália e intimado a comparecer em tribunal dentro de dias, anunciou a polícia. George Pell, o principal conselheiro financeiro do Papa Francisco e o mais alto representante da Igreja católica na Austrália, é o mais alto membro do Vaticano a ser formalmente indiciado por crimes relacionados com abuso sexual de menores.

  • "Foi o momento mais difícil da minha vida", disse a ministra emocionada
    3:24
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35

    País

    A Força Aérea portuguesa é a única força militar, para além da norte-americana, que pode mexer em praticamente todo o motor de um caça F-16. Na base aérea de Monte Real há uma fábrica de caças que pode levar o país a comprar mais aviões às peças, para revender a outras forças militares.

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Violência volta às favelas do Rio de Janeiro
    3:21

    Mundo

    As favelas do Rio de Janeiro voltaram aos níveis de violência dos anos 90. A cidade de Deus foi uma das favelas pacificadas que voltou a registar tiroteios diariamente, os moradores falam de situações de trauma e do medo das crianças.

  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Cão corre os EUA a entregar águas aos árbitros em jogos de basebol
    0:20