sicnot

Perfil

País

Santa Casa da Misericórdia de Lisboa vai iniciar processo negocial para rever carreiras dos trabalhadores

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) anunciou hoje que vai iniciar "de imediato" com os sindicatos o processo negocial para o descongelamento das progressões nas carreiras dos trabalhadores.

De acordo com os resultados divulgados, as receitas correntes totais da SCML foram de 200,5 milhões de euros em 2014, tendo como principal contributo as receitas dos jogos sociais (que representam 77% da receita total). (Arquivo)

De acordo com os resultados divulgados, as receitas correntes totais da SCML foram de 200,5 milhões de euros em 2014, tendo como principal contributo as receitas dos jogos sociais (que representam 77% da receita total). (Arquivo)

SIC

Em comunicado, a SCML avança que vai ser "de imediato" iniciado o processo negocial com todas as associações sindicais com vista à "abertura do processo de progressão nas carreiras dos trabalhadores com contrato individual de trabalho".

Segundo a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o processo negocial deverá igualmente incidir sobre a revisão das carreiras profissionais em vigor na SCML, com vista à "harmonização e a uma maior valorização dos recursos humanos".

A SCML adianta ainda que vai ser lançado, "de imediato", um concurso público para atribuição de um seguro de saúde aos trabalhadores com vínculo privado.

A 17 de abril, os trabalhadores da SCML realizaram a primeira greve de sempre na instituição, para exigir a atualização dos salários, congelados desde 2009, num protesto convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais.

Esta semana, dois sindicatos médicos ameaçam pedir a intervenção da Direção-Geral do Emprego, caso a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa continue a recusar negociar o acordo de empresa para os trabalhadores médicos da instituição.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e o Sindicato dos Médicos da Zona Sul enviaram, na terça-feira, uma carta ao provedor da SCML, Pedro Santana Lopes, manifestando incompreensão pela "recusa" em conversações formais ou informais, no âmbito do processo negocial para celebrar um acordo de empresa para os médicos que exercem funções na Santa Casa.

Lusa

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato. 

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.