sicnot

Perfil

País

Rastreios gratuitos a cancro de cabeça e pescoço em doze hospitais

Doze hospitais portugueses, públicos e privados, vão realizar na próxima semana rastreios gratuitos ao cancro da cabeça e do pescoço, uma doença que em Portugal mata três pessoas por dia.

Os rastreios vão decorrer durante a manhã da próxima segunda-feira e são uma forma de assinalar o primeiro Dia Mundial do Cancro da Cabeça e Pescoço, segundo o Grupo de Estudos deste tipo de cancro que ajuda a dinamizar a iniciativa. (Arquivo)

Os rastreios vão decorrer durante a manhã da próxima segunda-feira e são uma forma de assinalar o primeiro Dia Mundial do Cancro da Cabeça e Pescoço, segundo o Grupo de Estudos deste tipo de cancro que ajuda a dinamizar a iniciativa. (Arquivo)

Francisco Seco / AP

Os rastreios vão decorrer durante a manhã da próxima segunda-feira e são uma forma de assinalar o primeiro Dia Mundial do Cancro da Cabeça e Pescoço, segundo o Grupo de Estudos deste tipo de cancro que ajuda a dinamizar a iniciativa.

Numa fase inicial da doença, o tratamento destes cancros tem uma taxa de sucesso de 80 a 80 por cento, daí que o rastreio seja considerado fundamental, sobretudo para pessoas com hábitos tabágicos ou de consumo excessivo de álcool.

Em Portugal, os cancros da cabeça e pescoço são a quarta doença com maior incidência nos homens quando se agrupam as diferentes localizações dos tumores (laringe, faringe, cavidade oral e nasofaringe).

Anualmente há cerca de 2.500 novos casos da doença em Portugal e cerca de 85% das vítimas são fumadores ou ex-fumadores.

AS unidades onde se realizarão rastreios gratuitos à população, sujeitos a inscrição prévia, são: Hospital Beatriz Ângelo (Loures), Instituto Português de Oncologia do Porto, Hospital de Santo António, Hospital de São João, Hospital de Santa Maria, Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia -- Espinho, Clínica Quadrantes de Miraflores (Oeiras), Hospital da Luz (Lisboa) e nas CUF de Porto Hospital, Porto Instituto, das Descobertas (Lisboa) e Infante Santo (Lisboa).

Lusa

  • Cancro da cabeça e do pescoço em análise
    6:52

    Edição da Manhã

    Surgem anualmente entre 2500 a 3000 novos casos de cancro da cabeça e do pescoço, uma doença que afeta normalmente pessoas com mais de 40 anos, mas que tem vindo a atingir cada vaz mais os mais jovens. Na semana europeia dedicada à doença, esteve esta manhã connosco Joge Rosa Santos, Presidente do Grupo de Estudos do Cancro de Cabeça e Pescoço e diretor do serviço deste tipo de tumor do IPO.

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.